Top Ad 728x90

16 de dez de 2008

A NOVIÇA JULIE ANDREWS






Com o advento do premiado espetáculo: A Noviça Rebelde, faz-se necessário relembrarmos o filme que eternizou a atriz Julie Andrews e que tornou-se um símbolo dentre os musicais dos anos 60.
Em 1965, o versátil diretor Robert Wise decidiu transpor para o cinema o famoso espetáculo da Broadway baseado na vida real da família austríaca Von Trapp.
Em uma Áustria cada vez mais oprimida pelo crescente nazismo, um capitão (vivido por Christopher Plummer) ainda se agarra aos seus ideais e nacionalismo. Após sua esposa falecer, vê-se tornar cada vez mais amargurado e solitário. Seus sete filhos são comandados friamente por toques de apito.
Tudo muda em sua vida com a chegada da jovem noviça Maria (Julie Andrews) que trazendo a música de volta a casa, enche de esperança toda a família.
A bela trilha sonora composta por Rodgers e Hammerstein contém canções que já fazem parte do inconsciente coletivo do mundo todo. Quem não se lembra de “Edelweiss”? Quem nunca assobiou a melodia de “Do-Re-Mi”?
A Noviça Rebelde (The Sound of Music) ganhou o Oscar de Melhor Filme, Direção, Montagem, Som e Trilha sonora.
Um clássico do cinema, com momentos da mais extrema emoção e outros de pura comédia. Um filme para se ver e rever sempre que seu coração se sentir oprimido.

NOTA : 10 / 10


3 Comentários:

Ítalo disse...

Ahh.... falar o quê sobre este filme?
O meu favorito, e olha que adoro musicais!
Muito bom este especial do Vertigo, muito propício para este fim de ano. Para darmos maior valor à família.
Tenho acompanhado o blog a alguns meses, mas senti a necessidade de postar um comentário sobre o meu filme favorito!
Parabéns ao André pela idéia genial e bom gosto e pro Otávio que sabe como ninguém escrever críticas, sejam elas de cinema ou, para minha surpresa, para peças de teatro ( como já disse em outro comentário, um crítico que cita o expressionismo alemão é atípico e genial!).
Eu sou "Vertigo Popense" desde criançinha...hauhauhau

Cida disse...

Não se fazem mais filmes assim!
Só espero que Hollywood não queira fazer uma refilmagem deste clássico,né?
Este blog está se transformando no meu jornal...acordo e dou uma passadinha no VertigoPop pra me manter antenada!
Parabéns ao André e Otávio pelo ótimo trabalho.

Ana Lúcia disse...

Esse foi um filme que marcou época !!Comprei o DVD há alguns anos e ,de vez em quando,dou uma olhadinha...E lembrar que Julie ,infelizmente ,teve um problema sério nas cordas vocais...E não canta mais !! É triste.Mas ela continua nos brindando nos cinemas...Ainda bem !

Top Ad 728x90