Top Ad 728x90

6 de jan de 2009

O MUNDO DE MAYSA

Por André Moreira

A aguardada estréia de Maysa - Quando Fala o Coração, minissérie escrita por Manoel Carlos e direção de seu filho Jayme Monjardim, tentou apostar na emoção para prender o telespectador, mas a tentativa ficou a beira do caminho. Com textos e cenas apenas corretas a trama, pelo menos no seu primeiro capítulo, teve bons momentos como a cena de despedida da cantora e seus pais antes de seu fatídico acidente que a vitimou, mas ao longo do capítulo os diálogos e interpretações em determinados pontos mostraram-se forçados e óbvios, talvez pela inexperiência televisiva de um elenco formado por caras desconhecidas na telinha, mas que conferiram à minissérie um frescor que tem feito falta na tela, que na maioria das vezes tem cansado o público com figurinhas repetidas ao longo dos anos. Ponto para a Globo que pode aproveitar uma grande produção como essa como uma espécie de laboratório de novos talentos. Vale a pena repetir tal experiência. Larissa Maciel, a própria encarnação de Maysa, mostrou-se correta e, espero, deve crescer ao longo da trama descortinando as ambiguidades da rainha da fossa. Parabéns para a caracterização de época, mas faltou especial atenção na hora de mostrar um Cristo Redentor dos anos 50 iluminado por modernos holofotes e prédios de um Rio de Janeiro atual servindo de pano de fundo para uma bucólica Urca da mesma época. Mas nada que tire o brilho de uma cantora que definitivamente marcou uma geração, mesmo que mergulhada na fossa.

Nota 8,0/10

2 Comentários:

Caique Gonçalves disse...

Esteticamente a minissérie é impecável. Utiliza películas cinematográficas e as transições no tempo durante a narrativa não deixa o telespectador perdido como em outras produções televisivas. Já a atuação dos atores, salvo algumas exceções, estão muito aquém ao esperado assim como a obviedade dos diálogos. Parabéns pelo post.

Forte Abraço

Patthy disse...

Gostei da minissérie, uma coisa q ela tb trouxe foi a boa música de volta à evidência da mídia. Infelizmente as paradas de sucesso estão parecendo salada de fruta (c/ mulheres melancia, banana, mamão etc) e vatapá (as bandas de axé music q beiram ao ridículo. E Maysa (a série) está fazendo c/ q os bons cantores retornem mesmo q atraés de atores fazendo seus papéis. Parabéns André pelo post brilhante de hj. Bjs

Top Ad 728x90