Top Ad 728x90

3 de fev de 2009

TOM CRUISE EXALTA BELEZA DO RIO EM COLETIVA



Eterno galã, dono de um sorriso de muitos milhões de dólares, Tom Cruise se mostrou encantado com o Rio de Janeiro, com a praia e o calor carioca. Simpatia à flor da pele, o ator Hollywoodiano falou sobre seu novo filme, Operação Valquíria, em coletiva de imprensa realizada nesta tarde no Copacabana Palace.



Por André Moreira


Como foi trabalhar com Bryan Singer (diretor) em Operação Valquíria?

Ele me ajudou muito. O que nós temos em comum é querer dar ao público algo diferente, inesperado. É necessário que haja uma equipe trabalhando. Eu trabalho bem em conjunto, quero que tudo dê certo.

Você consegue traçar um paralelo entre seu personagem em Operação Valquíria e seus anteriores, típicos heróis?
Eu acho que são muito diferentes. Esse de Operação vai contra o Governo do País. Já meu personagem de Guerra dos Mundos foi divertido. trata-se de um homem que se tornou Pai. Já Stauffenberg (seu personagem na trama) é alguém que não pode conversar com os filhos sobre o que estava acontecendo. No meu caso, pessoalmente, foi diferente porque minha mãe sempre me deu apoio. Acho que na hora de compor o personagem, foi nisso que prestei atenção: O fato de ele não poder ser diferente da maioria das pessoas.

Acha que seu personagem no filme estaria buscando a redenção?

Acho que Stauffenberg queria buscar a coisa certa e não a redenção. Acho que ele queira dar algo para a família, para as pessoas. Essa universalidade dos seres humanos, que é dar algo para sua família. É isso.

Certa vez você disse que operação Valquíria era seu filme mais importante. Isso é verdade?

Eu acho que quando faço um filme, aquele filme é um momento importante. Quando estou fazendo um filme me pergunto que filme é mais importante. Falo que Top Gun é importante porque gosto de voar, o Último Samurai pela época.

Você e os outros atores tiveram liberdade criativa nesse filme ou seguiram o roteiro?

Esse filme foi escrito por Christopher MacQuarrie e não é um documentário. Fiquei surpreso de ver como Chris é meticuloso. Operação Valquíria é um filme de suspense e quando se trata de suspensetem que pensar em cada detalhe. Com Hitchcock era assim. Então isso foi muito bem pensado pelo Chris. Dentro do contexto do filme eu procuro partir do roteiro.


Você de fato sofreu com a resistência do Governo alemão, que segundo foi noticiado, foi contra as filmagens do longa em terras alemãs?

Venho lidando com controvérsias desde o início de minha carreira. Nós tivemos todo apoio do povo e do governo alemão. O filme é uma co-produção alemã. Parece que as histórias que correm por aí vem aumentando com a internet. De qualquer maneira a equipe vinha me pedir desculpas por causa dos rumores que rolavam por aí. Eu vivo sobre um microscópio, as pessoas querem saber o que estou fazendo, mas preciso focar no filme. Eu já me coloco muita pressão em mim mesmo e em um filme baseado em fatos reais é mais complicado ainda. Mas eu me concentro nas coisas que considero realmente importantes.

Acha que é possível o público brasileiro entender a história que é contada no filme?

O que eu pude constatar é que é possível. Eu mesmo nos Estados Unidos não conhecia a história, não sabia que havia acontecido. Mas acho que as pessoas estão interessadas na história de Operação Valquíria. Eu tenho tido satisfação em ver isso acontecendo. Eu adoro Samba, Tango e eu conheci tudo através dos filmes.


Como tem visto a carreira do filme no mercado exterior?

Antes de mais nada foi muito além das expectativas a bilheteria nos E.U.A. Tenho muito orgulho de ver esse resultado. E já sei que todos, inclusive Bryan e Chris também estão bastante felizes.

Outros filmes tem abordado a questão do nazismo de uma forma mais humana. Acha que Operação Valquíria também é assim?

No nosso filme mostramos personagens reais. Quando se vê um grupo, a tendência é generalizar e esquecer o panorama geral.

E quando ao Rio de Janeiro? o que achou?

Aqui é um País maravilhoso, a música é belíssima. Ontem fui a uma churrascaria e a comida é maravilhosa e a cultura também. Adoraria voltar e filmar no País.

3 Comentários:

Talita disse...

Quando eu penso que o Vertigo não pode me surpreender, vem uma cobertura como essa e o faz.
Adorei a entrevista com o Cruise, acho ele um ótimo ator e está esbanjando simpatia no Rio.
Parabéns ao André pela entrevista e o Octavio pelo suporte no belo texto ( que comentarei em seguida)...
Bjos

Patthy disse...

Comentar mais o q? A Talita já falou por mim. Arrasaram novamente! Bjs

Beth disse...

De vez em quando entro no Blog para ver as novidades...
E que novidade !!! Entrevista com Tom Cruise !!!
Um ator maravilhoso e,pelo que li dele,super simpático .
Parabéns pela entrevista.

Top Ad 728x90