Top Ad 728x90

2 de abr de 2009

CONECTIVIDADE NO GRANDE PRÊMIO VIVO DE CINEMA


Por André Moreira

A conectividade está cada vez mais presente na cultura mundial e não poderia ser diferente em terras brasileiras. Cada vez mais preocupada em estar perto do público, trocar informações e formar novos profissionais no mundo do cinema, a nova edição do prestigiado Prêmio Vivo de Cinema Brasileiro lança mão este ano de uma nova ação cultural que promete dar voz e asas aos fãs do cinema nacional e a aspirantes a cineastas.

Em sua segunda edição, o premiação abre espaço para clientes da operadora Vivo enviarem via SMS seu voto e ajudarem a escolher as produções que devem levar o Prêmio Grande Otelo esse ano. Quem não for cliente da operadora poderá acessar o site da academia brasileira de cinema - http://www.academiabrasileiradecinema.com.br/ - e mandar seu voto.

Outro ponto de destaque nesta edição fica para a nova categoria criada para dar vez a novos formatos de mídia, a categoria Melhor Filme Feito para Celular, onde o premiado estará presente no Espaço Vivo Rio, local da premiação, para receber seu premio.
Criado no ano passado, O Prêmio Vivo de Cinema Brasileiro terá como homenageado o cineasta Nelson Pereira dos Santos, um dos principais vértices do Cinema Novo. A música, um dos principais componentes de qualquer produção cinematográfica, será o tema da festa que irá eleger as melhores produções e artistas do mundo do cinema nacional no ano de 2008. A premiação acontece no dia 14 de abril, às 21 horas, no Espaço Vivo Rio, no Rio de Janeiro. Veja logo abaixo algumas as categorias e seus respectivos concorrentes.
MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO

BANHEIRO DO PAPA, O
de César Charlone e Enrique Fernández. Produção: Andrea
Barata Ribeiro, Bel Berlinck e Fernando Meirelles por O2 Filmes,
Elena Roux por Laroux Cine, Serge Catoire por Chaya Films

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
de Fernando Meirelles. Produção: Niv Fichman por Rhombus Media, Andrea Barata Ribeiro por O2 Filmes, Sonoko Sakai por BeeVine Production

ESTÔMAGO
de Marcos Jorge. Produção: Cláudia da Natividade por Zencrane Filmes, Fabrizio Donvito, Marco Cohen e Gabriele Muccino por Indiana Production Company

LINHA DE PASSE
de Walter Salles e Daniela Thomas. Produção: Mauricio Andrade Ramos por Videofilmes e Rebecca Yeldham

MEU NOME NÃO É JOHNNY
de Mauro Lima. Produção: Mariza Leão por Atitude Produções


MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO

CAFÉ DOS MAESTROS
de Miguel Kohan. Produção: Walter Salles por Videofilmes e Gustavo Santaolalla por Lita Stantic

CONDOR
de Roberto Mader. Produção: Roberto Mader por Taba Filmes e Focus Filmes.

JUÍZO
de Maria Augusta Ramos. Produção: Diler Trindade por Diler & Associados e Nofoco Filmes

MISTÉRIO DO SAMBA, O
de Carolina Jabor e Lula Buarque de Hollanda. Produção: Leonardo Netto, Lula Buarque de Hollanda e Marisa Monte por Conspiração Filmes

PANAIR DO BRASIL
de Marco Altberg. Produção: Marco Altberg e Maiza Luiza Figueira de Mello por Indiana Produções Cinematográficas Ltda.

TEMPO E O LUGAR, O
de Eduardo Escorel. Produção: Eduardo Escorel por Cinefilmes


MELHOR LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO – Menção Honrosa

GAROTO CÓSMICO, O
de Alê Abreu. Produção: Lia Nunes por Estúdio Elétrico.


MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL

GAROTO CÓSMICO, O
de Alê Abreu. Produção: Lia Nunes por Estúdio Elétrico.

GUERREIRO DIDI E A NINJA LILI, O
de Marcus Figueiredo. Produção: Diler Trindade por Diler & Associados, Renato Aragão Produções, Miravista e Globo Filmes.

PEQUENAS HISTÓRIAS
de Helvécio Ratton. Produção: Simone Magalhães Matos por Quimera Filmes.

MELHOR DIREÇÃO

LINHA DE PASSE
Daniela Thomas E Walter Salles

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Fernando Meirelles

CHEGA DE SAUDADE
Lais Bodanzky

ESTÔMAGO
Marcos Jorge

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Mauro Lima


MELHOR ATRIZ

CHEGA DE SAUDADE
Cássia Kiss Como Marici

DESAFINADOS, OS
Cláudia Abreu Como Glória

FELIZ NATAL
Darlene Glória Como Mércia

NOME PRÓPRIO
Leandra Leal Como Camila

LINHA DE PASSE
Sandra Corveloni Como Cleuza


MELHOR ATOR

A GUERRA DOS ROCHA
Ary Fontoura Como Dona Dina

BANHEIRO DO PAPA, O
César Trancoso Como Beto

ESTÔMAGO
João Miguel Como Raimundo Nonato / Alecrim

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Selton Mello como João Guilherme Estrella

CHEGA DE SAUDADE
Stepan Nercessian como Eudes

ROMANCE
Wagner Moura como Pedro


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Alice Braga como Mulher de óculos escuros

ROMANCE
Andréa Beltrão como Fernanda

CHEGA DE SAUDADE
Clarisse Abujamra

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Julia Lemmertz como Mãe

DESERTO FELIZ
Zezé Motta como Dona de vaga


MELHOR ATOR COADJUVANTE

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Ângelo Paes Leme como Julinho

ESTÔMAGO
Babu Santana como Bujiú

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Gael García Bernal como Rei da ala III

FELIZ NATAL
Lúcio Mauro como Miguel

ESTÔMAGO
Paulo Miklos como Etcétera


MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA

BANHEIRO DO PAPA, O
César Charlone

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
César Charlone

LINHA DE PASSE
Mauro Pinheiro Jr.

ESTÔMAGO
Toca Seabra

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Uli Burtin

CHEGA DE SAUDADE
Walter Carvalho


MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

ENCARNAÇÃO DO DEMÔNIO
Cássio Amarante

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Cláudio Amaral Peixoto

ÚLTIMA PARADA 174
Cláudio Amaral Peixoto

ESTÔMAGO
Jussara Perussolo

CHEGA DE SAUDADE
Marcos Pedroso

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Tulé Peake


MELHOR FIGURINO

CHEGA DE SAUDADE
André Simonetti

ÚLTIMA PARADA 174
Bia Salgado

ROMANCE
Cao Albuquerque

ESTÔMAGO
Marisol Grossi

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Reka Koves

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Renée April


MELHOR MAQUIAGEM

ROMANCE
Anna Van Steen

LINHA DE PASSE
Gabi Moraes

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Helena D`Araújo E Marilú Mattos

ESTÔMAGO
Marcelino De Miranda

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Micheline Trépanier


MELHOR EFEITOS VISUAIS

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
André Waller, Renato Tilhe, Ricardo Gorodetcki E Tamis Lustre

ENCARNAÇÃO DO DEMÔNIO
Kapel Furman

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Marcelo Mm

ÚLTIMA PARADA 174
Marcelo Siqueira

ESTÔMAGO
Renato Cavalcanti E Tatiana Machnicki


MELHOR TRILHA SONORA

CHEGA DE SAUDADE
Bid

CAFÉ DOS MAESTROS
Gustavo Santaolalla

MISTÉRIO DO SAMBA, O
Marisa Monte

ORQUESTRA DOS MENINOS
Paulo Sérgio Santos

DESAFINADOS, OS
Wagner Tiso


MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

5 FRAÇÕES DE UMA QUASE HISTÓRIA
Célio Balona, Lucas Miranda E Victor Mazarelo

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Fabio Mondego, Fael Mondego, Marco Tommaso E Mauro Lima

ESTÔMAGO
Giovanni Venosta

LINHA DE PASSE
Gustavo Santaolalla

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Marco Antônio Guimarães E Uakti


MELHOR SOM

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Alessandro Laroca, Armando Torres Jr, David Mccallum,
Guilherme Ayrosa, Lou Solakofski

CHEGA DE SAUDADE
Alessandro Laroca, Armando Torres Jr.,
Geraldo Ribeiro E João Godoy

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Armando Torres Jr, François Wolf E George Saldanha

FELIZ NATAL
Beto Ferraz, George Saldanha E Paulo Gama

ÚLTIMA PARADA 174
Bruno Tarriere, Gillaume Sciama E Miriam Biderman

ESTÔMAGO
Francesco Grassi, Jean-Christophe Casalini
E Maricetta Lombardo


MELHOR MONTAGEM DE FICÇÃO

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Daniel Rezende

LINHA DE PASSE
Gustavo Giani E Lívia Serpa

CORPO
Idê Lacreta

ESTÔMAGO
Luca Alverdi

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Marcelo Moraes

CHEGA DE SAUDADE
Paulo Sacramento


MELHOR MONTAGEM DE DOCUMENTÁRIO

CAFÉ DOS MAESTROS
Alejandra Almirón E Gonzalo Santiso

ANDARILHO
Cao Guimarães

CONDOR
Célia Freitas

MISTÉRIO DO SAMBA, O
Natara Ney

ROMANCE DO VAQUEIRO VOADOR
Ricardo Miranda


MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

ÚLTIMA PARADA 174
Bráulio Mantovani

BANHEIRO DO PAPA, O
César Charlone E Enrique Fernández

ESTÔMAGO
Cláudia Da Natividade, Fabrízio Donvito,
Lusa Silvestre E Marcos Jorge

LINHA DE PASSE
Daniela Thomas E George Moura

CHEGA DE SAUDADE
Luiz Bolognes


MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

NOSSA VIDA NÃO CABE NUM OPALA
Baseado em texto original de Mário Bortolotto
DI MORETTI

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Adaptado do livro homônimo de José Saramago
DON MCKELLAR

NOME PRÓPRIO
Livre adaptação dos livros "Máquina de Pinball" e "Vida de Gato"
de Clarah Averbuck, e de textos publicados em seu blog pessoal
ELENA SOAREZ, MELANIE DIMANTAS e MURILO SALLES

ONDE ANDARÁ DULCE VEIGA?
Adaptado do livro homônimo de Caio Fernando Abreu
GUILHERME DE ALMEIDA PRADO

MEU NOME NÃO É JOHNNY
Adaptado do livro homônimo de Guilherme Fiuza
MARIZA LEÃO e MAURO LIMA

MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRAGEIRO

4 MESES, 3 SEMANAS E 2 DIAS (4 Luni, 3 Saptamani Si 2 Zile, ficção, Romênia)
dirigido por Cristian Mungiu. Distribuição: Lumière.

DESEJO E REPARAÇÃO (Atonement, ficção, Reino Unido / França)
dirigido por Joe Wright. Distribuição: Universal Pictures.

ESCAFANDRO E A BORBOLETA, O (The Diving Bell and the Butterfly, ficção, França)
dirigido por Julian Schnabel. Distribuição: Europa Filmes.

ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ (No Country for Old Men, ficção, EUA)
dirigido por Ethan Coen e Joel Coen. Distribuição: Paramount Vantage.

VICKY CRISTINA BARCELONA (Vicky Cristina Barcelona, ficção, Espanha / In
dirigido por Woody Allen. Distribuição: Imagem Filmes.


MELHOR CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO

CAFÉ COM LEITE
dirigido por Daniel Ribeiro

FILMES QUE NÃO FIZ, OS
dirigido por Gilberto Scarpa

MURO
dirigido por Tião

OS SAPATOS DE ARISTEU
dirigido por Luiz René Guerra

TRÓPICO DAS CABRAS
dirigido por Fernando Coimbra



MELHOR CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO

DREZNICA
dirigido por Anna Azevedo

HOMEM DA ÁRVORE, O
dirigido por Paula Mercedes

ISMAR
dirigido por Gustavo Beck

OCIDENTE
dirigido por Leonardo Sette

RAPSÓDIA DO ABSURDO
dirigido por Claudia Nunes


MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

ANIMADORES
dirigido por Allan Sieber

DOSSIÊ RÊ BORDOSA
dirigido por César Cabral

MORADORES DO 304
dirigido por Leonardo Cata Preta

PASSO
dirigido por Alê Abreu

TERRA
dirigido por Sávio Leite

0 Comentários:

Top Ad 728x90