Top Ad 728x90

8 de jul de 2013

, , ,

O RETORNO DO VELHO VINIL EM TEMPOS DE INTERNET



 Mesmo em tempos de download de músicas, o bom e velho vinil encontra seu espaço na internet

Por André Moreira

Os tempos são outros e os hábitos também.  Décadas atrás ter uma vitrola para tocar um disco de vinil e escutar os sucessos de seu cantor favorito era um luxo. Hoje a história é diferente. A música cabe na palma de uma mão graças aos modernos Ipods e até mesmo smartphones de última geração.  Basta baixar através de um aplicativo e poder levar suas músicas prediletas aonde for. Mas de uns tempos para cá parece que o passado tem encontrado o presente de uma maneira inusitada. Os antes onipresentes vinis que tanto fizeram sucesso em casas e boates da moda ao redor do globo voltaram à moda e hoje são cultuados como artigos de luxo por colecionadores não só no Brasil, mas também no resto do mundo.  E muitos desses colecionadores estão conseguindo encontrar grandes clássicos do passado em formato de vinil através dos maiores classificados do Brasil on line. Neste espaço virtual é possível comprar e vender todos os gêneros no formato de LP sem precisar sair de casa. É a internet tornando a vida dos amantes da boa música mais fácil e prazerosa. Quem poderia imaginar essa inusitada parceria.

De acordo com pesquisas recentes, a venda das antigas bolachas pretas, também conhecidos como LP (long play) tem aumentado consideravelmente. Alguns especialistas afirmam que esse aumento se deve principalmente ao baixo custo e ao fato de muitos artistas estarem lançando seus trabalhos também neste antigo formato.

A Polysom, única fábrica de vinil da América Latina, aproveitando o bom momento, tem produzido vinis de artistas populares como Zeca Baleira, Maria Gadú e Maria Rita, entre outros. E o fato de muitos colecionadores estarem utilizando a internet para comprar e vender vinis antigos e “novos” tem ajudado na propagação de um formato que tem se tornado Cult, ao contrário de seu predecessor, o cd, que sofre ainda hoje com a triste pirataria. De forma irônica o vinil parece ter se tornado uma espécie de tábua de salvação para a música brasileira, o nixo a ser novamente explorado, mesmo que ainda de forma tímida para os padrões da atual indústria fonográfica, lógico.

Fora o fato de o antigo LP (long play) guardar a magia do passado e a nostalgia que muitos colecionadores buscam um material como esse. E nem só de “antigos” amantes do vinil vive este velho conhecido da vitrola. Jovens tem buscado muito o formato na hora de ouvir música e decorar a prateleira. Mais uma prova de que o presente e o passado caminham juntos.

0 Comentários:

Top Ad 728x90