Top Ad 728x90

6 de jul de 2015

, ,

CRÍTICA: O EXTERMINADOR DO FUTURO: GÊNESIS

Noite fria e chuvosa e lá fui eu conferir o novo filme do Arnoldão, O Exterminador do Futuro: Gênesis. Confesso que não nutria muitas esperanças de ver um filme no mesmo nível dos dois primeiros, ainda mais de ver o trailer (que entrega toda a trama) e os dois últimos longas que quase enterraram a franquia. E meus temores se confirmaram, infelizmente.
O novo Exterminador entrou no filão dos novos blockbusters, aqueles que se utilização do humor excessivo e se nutre de todos os clichês, incluindo aí a tão manjada cena do veículo (aqui um ônibus) pendurado em uma ponte (Alô Homem-Aranha). Ação previsível e banal de tão repetitiva. Afinal todos sabemos onde aquilo vai dar.


Outro erro do longa é desperdiçar o talento do ator J.K. Simmons, aqui apenas um elenco de apoio de luxo. Sua participação é irrelevante. Merecia ser melhor aproveitado. 
O roteiro não ajuda, transformando a viagem no tempo, antes tão bem utilizada nos primeiros longas, em algo confuso e infantil. Sem falar que comete a heresia de mexer na cronologia do filme original, um clássico que mesmo com baixo orçamento conseguiu sobreviver ao teste do tempo e servir de referência até hoje para outros tantos filmes que vieram a seguir. Pena que Gênesys não soube se utilizar de sua própria "fonte".

0 Comentários:

Top Ad 728x90