Top Ad 728x90

30 de mai de 2016

, , , , , , , , , ,

TOTALMENTE DEMAIS: BOM E VELHO FOLHETIM EM UMA MISTURA QUE DEU CERTO

Foto divulgação/Rede Globo/Artur Meninea
Sucesso do horário das sete que termina hoje, Totalmente Demais já entrou para a história da teledramaturgia da Rede Globo como uma das tramas que mais repercutiu dentro e fora das rede sociais além de conquistar ótimos índices no ibope para o horário. Os últimos grandes sucessos das sete haviam sido as novelas Cheias de Charme e Sangue Bom. De lá pra cá o horário vinha conquistando índices medianos para o horário.
Batendo no ibope até mesmo a atual trama do horário nobre, Velho Chico, Totalmente Demais mostrou que mesmo sem apresentar muita nenhuma novidade em termos de teledramaturgia que é possível construir uma trama envolvente e emocionante sem exagerar nos clichês. Coloque aí, claro, uma pitada de jovialidade em uma mistura que o encontro entre o antigo e o novo deu muito certo. 
Um mistura que seus autores Paulo Halm e Rosane Svartman seguiram à risca sem abandonar as características básicas do bom e velho folhetim.  
Totalmente Demais entregou, ao que parece, elementos que o público de telenovelas tem sentido saudade e não tem visto nas últimas tramas da emissora. Foi a volta do bom e velho folhetim como o público gosta. A mocinha doce em perigo constante, o mocinho com ares de príncipe e seu rival bon vivant. Na outra ponta uma vilã com várias nuances que lhe conferiu humanidade na medida certa, coadjuvantes em tramas bem costuradas ao enredo principal e um núcleo de humor sem exageros. Somando-se a isso ótimas atuações de seu elenco com destaque para a mocinha da vez Marina Ruy Barbosa, Fábio Assunção, Felipe Simas, Viviane Pasmanter e Humberto Martins. Juliana Paes é um caso à parte. Em seu melhor papel depois de "Meu Pedacinho de Chão", Paes mostrou que evoluiu muito como atriz e deixou de vez para trás suas personagens de perfil "mulherão". Vale também destacar o trabalho de alguns coadjuvantes que roubaram a cena. Totalmente Demais não seria a mesma sem o talento de Juliane Trevisol, Marat Descartes, Carla Salle, Daniel Rocha, Juliana Paiva, Olivia Torres, Daniel Blanco, Malu Galli e Pablo Sanábio. 
Misturando elementos tradicionais com o frescor de uma trama juvenil Totalmente Demais mostrou que o bom e velho folhetim ainda tem fôlego e pode conquistar o público jovem.

0 Comentários:

Top Ad 728x90