Top Ad 728x90

6 de out de 2008

O NOVO NEGÓCIO DAS SEIS DA TARDE

Por André Moreira

Depois de sucessivas derrotas na audiência com tramas de época, a Tv Globo acordou para a realidade e volta a investir em histórias contemporâneas para reconquistar os telespectadores perdidos no horário das 18h. Saem as tramas açucaradas com a finada e mau sucedida Ciranda de Pedra de Alcides Nogueira e entram tramas com um pé na modernidade com a recém lançada Negócio da China de Miguel Falabella e Maria Carmen Barbosa.

Para manter o público juvenil que assiste Malhação, Miguel investiu em uma história com agilidade, juventude e um toque oriental Made in China. As cenas de luta no estilo Kung Fu tupiniquim deram um ar de mangá pirata chinês (já que o original é japonês) e um "quê" de Kill Bill da Saara carioca. Estranho ficou Ney Matogrosso em uma apresentação em um cassino chinês cantando a música tema da novela. Um misto de dragão chinês com Priscila - A Rainha do Deserto. As cenas de ação funcionaram bem e deram o tom do primeiro capítulo, sem dar espaço maior para a assinatura cômica de Miguel e Carmen.

A tão falada estréia de Grazi Massafera como protagonista mostrou-se em primeiro momento acertada e acredito que ela deva melhorar no decorrer da trama. A moça mostrou que tem possibilidades e não deve disperdiçar. Mas a empatia que teve com o ator português Ricardo Pereira faltou em suas cenas com Fábio Assunção.

E por fim o capítulo acabou com a quase morte de Juvenal Antena ou melhor Ernesto (Antonio Fagundes). Como um paciente em estado terminal ele vendia mais saúde que muita gente na fila do SUS, o famoso Sistema Único de Saúde.

Com esse começo irregular Miguel Falabella e Maria Carmen Barbosa vão ter que, aos poucos, acertar a mão e introduzir seu estilo neo-Almodovar que permeou suas novelas anteriores, Salsa e Merengue e A Lua Me Disse.

2 Comentários:

Top Ad 728x90