Top Ad 728x90

31 de jan de 2009

NOVO POSTER DE WOLVERINE

by

André Moreira

A Fox divulgou um novo poster (o anterior você vê acima) de X-men Origins: Wolverine no meio da polêmica que cercam as refilmagens do longa de Gavin Hood. Alguns dizem que a Fox não gostou do tom do filme (seria ainda o efeito de Batman - Cavaleiro das Trevas?) e sugeriu algumas mudanças. Sendo verdade ou não, o filme segue adiante e estréia no dia 01 de maio deste ano cheio de expectativas entre os fãs. Hugh Jackman (Austrália) reprisa o papel que lhe deu fama. A história vai contar a origem e a relação de Wolverine com seus inimigos e aliados, além de mostrar seu envolvimento no secreto projeto Arma X. Veja imagem logo abaixo e aguarde em breve nosso especial sobre o mais famoso mutante da Marvel.

29 de jan de 2009

NOVA DATA DE ESTRÉIA PARA MILK

by

Por André Moreira

Um dos fortes candidatos ao Oscar 2009, Milk - A Voz da Igualdade, teve sua data de lançamento alterada essa semana. Com estréia antes prevista para 06 de fevereiro, o novo longa de Gus Van Saint chega agora aos cinemas brasileiros no dia 20 do mesmo mês. O filme recebeu 8 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator e o ator Sean Penn foi premiado pelo Sindicato dos Atores (SAG - Screen Actors Guild) com prêmio de melhor ator. A cerimônia do Oscar será no dia 22 de fevereiro.

TUPINIQUIM NEXT TOP MODEL

by
Divulgação/TV Globo


Por André Moreira

A versão tupiniquim do programa American Next Top Model produzida pelo Fantástico em parceria com a Mega Model, Menina Fantástica, começa a chegar em sua etapa final a partir deste domingo, 01. Quinze meninas vão passar pelo crivo dos jurados (a ex-modelo e atriz Betty Lago, pelo estilista Alexandre Herchcovitch e pelo fotógrafo André Schiliró), que irão escolher dentre elas sete para ir para próxima etapa. Junto a elas mais uma será escolhida pelo voto do telespectador ao vivo no programa. Nas edições seguintes mais meninas serão eliminadas até sobrarem apenas duas que disputarão o título de Menina Fantástica através do voto popular no programa do dia 15 de fevereiro. Fernanda Lima comandará o quadro que revelará o novo rosto das passarelas.

28 de jan de 2009

DEFINIDO NOME DA NOVA NOVELA DE LAURO CÉSAR MUNIZ

by
Por André Moreira

Sai Vendetta e entra Poder Paralelo como nome definitivo para a próxima trama de Lauro César Muniz na Record. O nome foi definido hoje em reunião dos diretores de dramaturgia da emissora de Edir Macedo com o diretor da novela Ignácio Coqueiro. No elenco estão Gabriel Braga Nunes como protagonista, Miriam Freeland e Tuca Andrada, que depois de passar pela improvável novela Os Mutantes voltam em uma trama com mais pé no chão. Poder Paralelo, que estréia na segunda quinzena de março substituindo Chamas da Vida, é uma livre adaptação do livro Vendetta de Lancelotti, daí a origem do primeiro título dado a novela em sua pré-produção.

NOVOS CARTAZES DE G.I. Joe: RISE OF COBRA

by

Por André Moreira

A Paramount Pictures liberou mais seis novos cartazes com personagens de GI Joe: Rise of Cobra, adaptação de brinquedos e desenho animado de sucesso dos anos 80, antes de soltar o primeiro grande trailer do filme dirigido por Stephen Sommers (Van Helsing). A estréia mundial acontece em 7 de agosto.




Relembre a abertura de G.I. Joe, o desenho dos anos 80:


RITA LEE AO VIVO E A CORES NO RIO

by
Por André Moreira

Mesmo cansada da estrada depois de tantos anos de carreira, bem sucedida diga-se de passagem, Rita Lee ainda consegue conforto no palco. Neste fim de semana, a Rainha do Rock Brazuca e agora cidadã carioca vai trazer sua verve roqueira para o Vivo Rio e registrar sua turnê "Pic Nic" dentro do projeto Multishow ao Vivo. Rita vai estar acompanhada de seu marido parceiro Roberto de Carvalho desfilando seus sucessos recentes e clássicos que não canta a muitos anos como Mutante, Banho de Espuma, Cor de Rosa Choque, Bwana e Vítima, só para citar alguns. Com seu humor irônico Rita brinca com suas andanças pelos palcos nesses 40 anos de carreira que ela comemora com a gravaçao deste cd e DVD ao vivo. "Depois de tantos anos na estrada, nos bailes da vida, percebo que o prazer de trabalhar com música permanece intacto feito um faraó imortal. Mas ultimamente ando meio ‘reclamona’, deve ser a idade. Tenho pavor de voar de avião, odeio dormir em hotéis, às vezes estou com TPM existencial e gostaria mais é de ficar enfurnada em casa com meus bichos. E as queixas prosseguem até o momento de pisar no palco. A partir daí eis que acontece o tal milagre da transformação da água em vinho. Pra se ter uma ideia, nem se uma barata gosmenta com aquelas antenas asquerosas aparecer no palco vai me tirar o prazer de fazer as pessoas terem prazer comigo. E, quando saio de lá, a farra continua no camarim recebendo os fãs e ouvindo deles que não posso nunca parar de fazer show porque suas vidas virariam um tédio. Mal sabem eles que o tédio é todo meu quando estou longe do palco...”. Sentencia.


Serviço:

Vivo Rio
Multishow Ao Vivo - Rita Lee
Data: 31 de janeiro às 22h
Endereço: Av Infante Dom Henrique, 85

25 de jan de 2009

EX-MISS NATÁLIA GUIMARÃES EM A LEI E O CRIME

by
Divulgação/ Rede Record/Michel Ângelo

Por André Moreira

Mesmo depois de fazer uma participação digna de esquecimento na novela Os Mutantes onde viveu, pasmem, a Mulher-Aranha, a ex-miss Natália Guimarães parece não ter desistido da carreira de atriz. Ela agora faz uma participação "especial" na série A Lei e o Crime. A cena vai ao ar no quinto episódio da série de Marcílio Moraes dia 02 de fevereiro.

DISCO DE OURO PARA TAKAI

by

Por André Moreira

Apesar de crise na indústria fonográfica, ainda existem artistas que conseguem se destacar com seus trabalhos em meio a pirataria reinante. Um Exemplo mais recente é o de Fernanda Takai do Pato Fu, que com seu primeiro e elogiado trabalho solo conseguiu conquistar seu primeiro disco de ouro. Revisitando a obra de Nara Leão, Fernanda entregou aos fãs da cantora, e porque não disser agora seus também, um trabalho de primeira qualidade com seu "Onde Brilhem os Olhos Seus". Com esse cd Fernanda Takai também ganhou o Prêmio Dynamite com "Melhor Álbum de MPB". Leia entrevista da cantora ao Vertigo Pop aqui.

22 de jan de 2009

O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON RECEBE 13 INDICAÇÕES AO OSCAR

by

Por André Moreira

Elogiado filme de David Fincher, O Curioso Caso de Benjamin Button (confira nossa crítica aqui), conquistou nada menos que 13 indicações da academia na próxima edição de entrega do Oscar em fevereiro. O filme estrelado por Brad Pitt surpreendeu pelo número de indicações e disputará a estatueta de melhor filme do ano com Quem Quer Ser Um Milionário (surpresa e azarão), Frost/Nixon, Milk - A Voz da Liberdade (veja fotos aqui) e O Leitor. Falecido há um ano, o ator Heath Ledger recebeu a esperada indicação póstuma na categoria ator coadjuvante por seu maravilhoso Coringa em Batman - O cavaleiro das Trevas (confira nossa crítica aqui) e há quem diga que deve levar para casa o prêmio. Por falar no homem-morcego, o filme de Christopher Nolan ficou de fora de duas principais categorias (melhor filme e melhor diretor), o que para muitos deve soar como uma injustiça. Na categoria de melhor atriz a disputa será acirrada entre Angelina Jolie (A Troca), Meryl Streep (Dúvida), Kate Winslet (O Leitor), Anne Hathaway (O Casamento de Rachel) e Melissa Leo (Rio Congelado).


Veja a lista completa dos indicados:

Melhor Filme
Quem Quer Ser Um Milionário?
Frost/Nixon
O Curioso Caso de Benjamin Button
Milk - A Voz da Liberdade
O Leitor

Melhor diretor
David Fincher - O Curioso Caso de Benjamin Button
Ron Howard - Frost/Nixon
Gus Van Sant - Milk - A Voz da Liberdade
Stephen Daldry - O Leitor
Danny Boyle - Quem Quer Ser Um Milionário?

Melhor ator
Mickey Rourke - O Lutador
Sean Penn - Milk - A Voz da Liberdade
Frank Langella – Frost/Nixon
Brad Pitt - O Curioso Caso de Benjamin Button
Richard Jenkins - The visitor

Melhor atriz
Meryl Streep – Dúvida
Kate Winslet – O Leitor
Anne Hathaway – O Casamento de Rachel
Angelina Jolie – A Troca
Melissa Leo - Rio Congelado

Melhor ator coadjuvante
Heath Ledger - Batman – O Cavaleiro das Trevas
Josh Brolin - Milk - A Voz da Liberdade
Robert Downey Jr. - Trovão Tropical
Philip Seymour Hoffman - Dúvida
Michael Shannon - Foi Apenas um Sonho

Melhor atriz coadjuvante
Amy Adams - Dúvida
Penélope Cruz - Vicky Cristina Barcelona
Viola Davis - Dúvida
Taraji P. Henson - O Curioso Caso de Benjamin Button
Marisa Tomei - O Lutador

Melhor Animação Longa-Metragem
Bolt - Supercão
Kung Fu Panda
Wall-E

Melhor Roteiro Adaptado
O Curioso Caso de Benjamin Button
Dúvida
Fros/Nixon
O Leitor
Quem Quer Ser Um Milionário?

Melhor Roteiro Original
Rio Congelado
Simplesmente Feliz
Na Mira do Chefe
Milk - A Voz da Liberdade
Wall-E

Melhor Direção de Arte
A Troca
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman – O Cavaleiro das Trevas
A Duquesa
Foi Apenas um Sonho

Melhor Fotografia
A Troca
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman – O Cavaleiro das Trevas
O Leitor
Quem Quer Ser Um Milionário?

Melhor Figurino
Austrália
O Curioso Caso de Benjamin Button
A Duquesa
Milk - A Voz da Liberdade
Foi Apenas um Sonho

Melhor Filme Estrangeiro
The Baader Meinhoff Complex (Alemanha)
Entre os Muros da Escola (Entre les Murs - França)
Okuribito (Japão)
Revanche (Áustria)
Waltz with Bashir (Israel)

Melhor Documentário
The Betrayal (Nerakhoon)
Encounters at the End of the World
The Garden
Man on Wire
Trouble the Water

Melhor Documentário Curta-Metragem
The Conscience of Nhem En
The Final Inch
Smile Pinki
The Witness - From the Balcony of Room 306

Melhor Montagem
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman – O Cavaleiro das Trevas
Frost/Nixon
Milk - A Voz da Liberdade
Quem Quer Ser Um Milionário?

Melhor Maquiagem
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman – O Cavaleiro das Trevas
Hellboy II - O Exército Dourado

Trilha Sonora Original
O Curioso Caso de Benjamin Button
Defiance
Milk - A Voz da Liberdade
Quem Quer Ser Um Milionário?
Wall-E

Melhor Canção Original
"Down to Earth" - Wall-E
"Jai Ho" - Quem Quer Ser Um Milionário?
"O Saya" - Quem Quer Ser Um Milionário?

Melhor Curta Animado
La Maison en Petits Cubes
Lavatory - Lovestory
Oktapodi
Presto
This Way up

Melhor Curta Live-Action
Auf Der Strecke (On the Line)
Manon on the Asphalt
New Boy
The Pig
Spielzeugland (Toyland)

Melhor Edição de Som
Batman – O Cavaleiro das Trevas
Homem de Ferro
Quem Quer Ser Um Milionário?
Wall-E
O Procurado

Melhor Mixagem de Som
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman – O Cavaleiro das Trevas
Quem Quer Ser Um Milionário?
Wall-E
O Procurado

Efeitos Especiais
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman – O Cavaleiro das Trevas
Homem de Ferro

BASTIDORES DAS FOTOS DE MADONNA PARA LOUIS VUITTON

by

Por André Moreira

Enquanto não são de fato publicadas as fotos que fez para um editorial de moda para Revista W em dezembro durante sua passagem pelo Brasil, Madonna mostra todo seu style nos bastidores de outro ensaio. Dessa vez a material girl fez uma sessão de fotos capitaneada pelo experiente e consagrado fotógrafo Steven Meisel para a Louis Vuitton. O convite partiu do diretor criativo da marca Marc Jacobs, que sentiu a "necessidade" de convidar Madonna após assistir a um show da cantora e sentir sua "energia" no palco. Os bastidores das fotos, que tiveram como cenário o famoso Café Figaro, podem ser conferidos no vídeo logo abaixo:


Bastidores das fotos de Madonna para Luis Vuitton:

A SOMBRA DO VAMPIRO

by

Mesmo apoiado no sucesso do fraco e ensosso Crepúsculo (Twilight), os vampiros mantêm acessa sua força e continuidade no cinema

Por Octavio Caruso

Dentre todas as lendas criadas pelo homem na vã tentativa de tentar entender a si mesmo, por meio do fantástico e da fantasia, talvez a criação de base mais sólida foi a dos vampiros. Sólida pois se baseia em muito na realidade.
Desde o início do século passado o personagem foi citado na literatura, por nomes como Samuel Taylor Coleridge ( em 1797) e John Polidori em sua obra “The Vampyre” lançada em 1919.
Porém foi nas mãos hábeis do irlandês Bram Stoker que o mito do vampiro se desenvolveu e imortalizou-se.
Lançado em 1897, o seu livro Dracula tornou-se um sucesso imediato em um mundo sem as facilidades tecnológicas atuais.
O personagem foi livremente baseado no conde Vlad Tepes que nasceu em 1431 e governou o território que, hoje em dia, corresponde a Romênia. Famoso por sua crueldade para com seus inimigos, obtinha prazer em comer perante seus inimigos empalados, tendo como trilha sonora seus gritos desesperados.
Bram Stoker criou um amálgama de referências utilizando o verdadeiro conde e o medo que ele incitava na população da época, incluindo também uma veia religiosa.
Drácula foge do crucifixo, por tratar-se da representação secular de servidão hipócrita, assim como teme a água-benta. O vampiro representa a liberdade do mundo. Não é de se surpreender que o mito tenha se tornado tão popular ao longo do tempo, pelo simples fato de questionar as crenças divinas e se opor a uma vida solitária, pois ele busca o amor, um que transcende barreiras de tempo e espaço. Quantos jovens insatisfeitos e rebeldes não simpatizam com esta idéia?


No cinema, o vampiro teve a chance de se expandir e progredir. Sua primeira aparição foi no fantástico filme mudo “Nosferatu” de 1922, dirigido pelo alemão F.W. Murnau. Um clássico do expressionismo alemão (época onde o cinema “bebeu” da arte dos pintores, trazendo para os filmes ângulos e efeitos de iluminação únicos) a história baseou-se no livro de Bram Stoker, porém por motivos judiciais, o diretor teve que trocar o nome de todos os personagens.
A interpretação de Max Schreck como o conde, sempre à espreita, continua apavorante nos dias de hoje. Sua influência foi tão grande que criou-se a lenda de que Max seria, de fato, um vampiro real. Assistam e tirem suas próprias conclusões.


Em 1931, o diretor americano Tod Browning escalou o ator húngaro Bela Lugosi para interpretar a sua versão de Drácula. Sua versão continua sendo para muitos fãs a melhor (mesmo sendo a mais contida) interpretação do terrível conde.
O filme foi um grande sucesso para os estúdios da Universal, criando assim uma série de projetos de terror que ajudaram muito na construção, não só do gênero, como do cinema. Filmes como “Frankenstein” e “A Múmia” foram realizados graças ao sucesso comercial do vampiro.
Bela Lugosi tinha um carisma e uma presença em cena insuperáveis, que inspirava temor mesmo quando calado.
Durante os anos 40, muitos filmes foram feitos se utilizando do mito, porém sempre tentando imitar o sucesso de Lugosi, por vezes em execráveis projetos.
A redenção chegou em 1958, quando os ousados criadores dos estúdios Hammer (que produziam filmes de baixo orçamento, porém bastante criativos) decidiram revitalizar o personagem no filme “Horror of Dracula” (O Vampiro da Noite). Para interpretar o conde, o segundo melhor vampiro do cinema: Christopher Lee. Sua altura e porte de cavalheiro inglês trouxeram novo fôlego ao gênero. Seu embate com o Van Helsing, interpretado por Peter Cushing entrou para a história do cinema.
Como se poderia esperar, seu sucesso trouxe muitas continuações e filmes semelhantes, porém nenhum superou a primeira incursão da Hammer.
Nos anos 60, talvez o único filme que mereça destaque seja a estréia do diretor italiano Mario Bava, em “Black Sunday” (A Máscara de Satã). Deixando um pouco de lado o personagem de Bram Stoker, Bava baseou seu filme no conto vampiresco russo: “The Vij” de Nikolai Gogol. A atriz Bárbara Steele e seus enormes e lindos olhos ficaram para sempre impressos nas retinas dos fãs de horror. Steele interpreta uma bruxa que ao ser assassinada pela inquisição (tendo recebido a máscara de tortura, coberta de pregos, por seus algozes), retorna após 200 anos como uma vampira, tomar o corpo de sua descendente (também interpretada por Steele). “Black Sunday” continua sendo um marco do cinema de horror italiano e uma prova de que o mito do vampiro transcendeu todas as barreiras geográficas.
Após um longo período de descanso, o imortal vampiro retornou tímido nos anos 80, em filmes medianos, como “A Hora do Espanto” e “Os Garotos Perdidos”, mas também em obras mais refinadas como ” Fome de Viver”(com Susan Sarandon e David Bowie). Nenhum destes, obras-primas, porém ajudaram a manter na mente dos fãs a onipresença do ser mítico.
O personagem só iria retornar em grande estilo, com a direção talentosa de Francis Ford Coppola (de “O Poderoso Chefão”) em “Drácula, de Bram Stoker” de 1992.
O filme utiliza-se da história do conde Vlad Tepes, inserindo-o no contexto do livro clássico de Stoker, trazendo para o público a adaptação mais fiel da obra do escritor. Com a ajuda dos talentos de Gary Oldman (ensandecido como o vampiro) e a sobriedade genial de Sir Anthony Hopkins como seu eterno oponente, O professor Van Helsing. O projeto foi um enorme sucesso de público e crítica, que ajudou a levar o personagem mais próximo aos jovens da década de 90. criando assim um elo que se estende até os dias de hoje.
No mesmo ano, seguindo a trilha do filme de Coppola, um filme menor chamado “Buffy – A Caça-Vampiros” infantilizou um pouco o mito, porém foi o responsável pela criação de uma série de TV de sucesso entre os jovens.
Tanto a série como filme foram esforços louváveis porém diminuíram em muito o conceito profundo que o mito do vampiro vêm trazendo desde sua criação. Em suma, ao expor o personagem “à luz do dia”, banalizaram seus elementos primordiais, tornando-o mais acessível aos pré-adolescentes.
Porém, ainda haveria uma última oportunidade para o personagem mítico encher nossos olhos, foi quando em 1994 “Entrevista com o Vampiro” foi realizado.
Baseado no livro de Anne Rice, o filme dirigido por Neil Jordan conta a história de um vampiro do século dezoito (interpretado por Brad Pitt) que, nos dias atuais, fornece uma entrevista a um jornalista sensacionalista, contando como se tornou um vampiro e seu percurso sombrio ao longo das décadas.
Contando com uma atuação elogiada de Tom Cruise, o filme traz de volta a maturidade do tema, apoiado em uma ótima equipe técnica, que consegue traduzir em imagens a beleza do livro de Rice.
No final da década de 90, os vampiros tornaram-se quase sátiras de si mesmos em filmes como “Um Drink no inferno” e “Um vampiro no Brooklin”, com um Eddie Murphy completamente deslocado. Sua essência diluída ainda buscaria alento no bom filme de ação: “Blade- O Caçador de Vampiros”, com Wesley Snipes.
Na última década, infelizmente o mito se perdeu em meio a muitas cópias descaradas e sem nenhuma personalidade como: “A Rainha dos Condenados” e “Anjos da Noite”, até chegar ao mais recente filme a tratar do tema, “Crepúsculo”(Twilight).
Baseado no romance de Stephanie Meyer, o filme está sendo um fenômeno de público no mundo todo, porém como cinema é um retrato triste e desolador dos malefícios da infantilização de um mito do horror que existe desde 1797.
Em algum lugar, apoiado em sua janela, o vampiro espreita a sociedade aguardando a hora certa para voltar. Eterno, ainda merece muito mais do que os diretores da atualidade têm lhe oferecido.

Veja trailer de Dracula de Bram Stoker:



Veja trecho de Dracula com Bela Lugosi:



Veja cenas de Tom Cruise em Entrevista com o Vampiro:

21 de jan de 2009

MAKING-OFF DE MOSTROS E ALIENÍGENAS MOSTRA PASSO A PASSO DA ANIMAÇÃO

by
Por André Moreira

Mostros vs Alienígenas (Monsters vs. Aliens), a primeira animação 3D da Dreamworks teve divulgado na Net um making-off de quase cinco minutos onde produtores e dubladores mostram o passo a passo da criação do divertido desenho. No longa de animação, Monstros no melhor estilo de filmes dos anos 50 precisam combater Aliens que querem dominar a terra. Vozes conhecidas do público dão vida ao personagens, entre eles Hugh Laurie (o Doctor House da série de TV) e a oscarizada Reese Whiterspoon. Monstros vs Alienígenas chega nos cinemas no dia 27 de março.


Confira o Vídeo:

URBANO DE CARA NOVA

by

Por André Moreira


Sucesso entre os antenados no mundo da interatividade, o Urbano, programa apresentado pela simpática Renata Simões, retorna reformulado a grade do Multishow. Além dos quadros fixos (Olha Só, Conectado e O Que É Isso?) um novo, Deu Pau, entra no ar através do site do programa para criar discussões polêmicas. Um debate, que se der pano para manga, pode se estender ao programa. Sempre buscando novidades no mundo virtual, Renata mostra no primeiro programa brechós on-line que se transformaram graças ao fenômeno da internet. Na pauta ainda a Campus Party, maior evento sobre internet e novas tecnologias do mundo. Estréia nesta quinta, 22.

19 de jan de 2009

LEONARDO DI CAPRIO E KATE WINSLET JUNTOS NOVAMENTE

by

Por André Moreira


Juntos mais uma vez um longa metragem (o primeiro encontro dos dois foi no mega sucesso Titanic de James Cameron), Leonardo di Caprio e Kate Winslet voltam a contracenar no filme Revolutionary Road do diretor Sam Mendes. Para promover o filme os dois estiveram presentes no Odeon Theater em Londres junto a todo o elenco. Veja trailers do filme abaixo:






Trailer 1:



Trailer 2:

17 de jan de 2009

UM FINAL NO MELHOR ESTILO NOIR

by
Por André Moreira


A Favorita, novela de João Emanuel Carneiro, chegou ao fim ontem com louvor. Direção impecável, um final enxuto e uma atuação memorável de Patricia Pillar, que sem dúvida teve seu melhor e mais carismático papel de toda sua carreira na pele da tresloucada e fria Flora. A atriz não economizou na atuação e finalizou sua interpretação de forma brilhante dando a sua Flora todas as possibilidades de uma vilã de suspense de primeira. João Emanuel mostrou que conseguiu acertar a mão no meio da trama, investindo no suspense estilo noir com mão firme e sem se incomodar com críticas. Como resultado conquistou o público que amou odiar Flora e ratificou sua estada no seleto e pequeno grupo de autores do horário nobre. Mas é certo dizer que mesmo com o sucesso de sua trama principal, pouco foi aproveitado dos outros núcleos nos oito meses em que A Favorita esteve no ar. Salvando-se Lília Cabral que conseguiu se destacar em meios as loucuras de Flora - que dominou a novela - e não errou a mão em suas cenas finais mostrando emoção na dose certa, o resto do elenco fez figuração de luxo. Faltaram conflitos para os personagens de Milton Gonçalves, Deborah Secco, Angela Vieira e tantos outros. Mas apesar disso, A Favorita deixou sua marca e acenou com novas possibilidades para o cansado e repetitivo horário nobre.

16 de jan de 2009

FÓRMULA REQUENTADA

by

Fotos divulgação/Tv Globo


Por André Moreira
É inegável a experiência de Antônio Calmon na teledramaturgia. Foram dele sucessos estrondosos como Top Model e Vamp, além da minissérie Sex Appeal e do inesquecível seriado Armação Ilimitada. Também deixou sua marca, sempre em tom juvenil, no cinema antes de migrar em definitivo para a televisão. Apostou e acertou na geração dourada dos anos 80 com filmes onde os surfistas eram protagonistas pela primeira vez na história do cinema brasileiro, onde Menino do Rio e Garota Dourada marcaram uma geração. De todos os autores que apostaram nesse universo, Calmon sempre foi imbatível, mesmo em suas novelas.

Agora o autor retornou as areias da praia que mais gosta em Três Irmãs, sua mais recente novela. Mesmo depois de tantos anos Calmon não perdeu seu toque e continua falando a lingua dos surfistas, mas essa não é sua melhor novela. Ao assistir a trama das irmãs Jequitibá (vividas por Claudia Abreu, Giovanna Antonelli e Carolina Dieckman) a sensação é de que se está assistindo uma espécie de sessão da tarde, um dejá vu. Estão presentes todos os elementos de suas novelas anteriores: O grupo de surfistas que lutam pela preservação da praia (como Corpo Dourado) , a vilã meio louca e farsesca (como Um Anjo Caiu do Céu), a mãe amorosa e o toque de sobrenatural típico de suas tramas (Vamp e Beijo do Vampiro).
Três Irmãs é dirigida de forma correta por Dênis Carvalho que conduz como tal as cenas mais complicadas em externa, principalmente as realizadas na praia. Ponto para o diretor. Mas a trama não chega a empolgar um público que cada vez mais se mostra disperso em outras mídias e cria seus próprios divertimentos via computador. Um público bem diferente daquele da época de Top Model que parava para ver as aventuras de Gaspar (Nuno Leal Maia) e Cia. Mas apostar nesse universo tem um ponto positivo por trazer um frescor típico de tramas voltadas para o público jovem.
As atuações passam longe do carisma presente em outros personagens seus criados para outras tramas. Talvez pelo fato de o texto não apresentar novidades, talvez por não estarem confortáveis em seus papéis. Ou mesmo por simplesmente não poderem "brincar" dentro desse universo sem cair no caricato, uma tarefa realmente difícil.
Mesmo sendo um mestre das tramas praieiras, Três Irmãs definitivamente não é a melhor onda de Antonio Calmon.

13 de jan de 2009

ELENCO DE CARAS E BOCAS TEM SEU PRIMEIRO ENCONTRO

by
Por André Moreira

Próxima novela das sete, Caras e Bocas, teve sua primeira reunião de elenco. Trama de Walcyr Carrasco que substituirá Três Irmãs, Caras e Bocas vai contar a história de amor de Dafne (Flavia Alessandra) e Gabriel (Malvino Salvador), que separados graças a uma armação do tio da protagonista, vivido por Ary Fontoura, terão suas vidas transformadas e com rumos diferentes.
O elenco se encontrou pela primeira vez no Projac para uma reunião em que cada um teve o primeiro contato com seus futuros personagens. Jorge Fernando, diretor de mais uma trama de Walcyr, conduziu o encontro. Estavam presentes Elizabeth Savalla, Isabelle Drumond, Marcos Breda, Deborah Evelyn, Marcos Pasquim, Sergio Marone, Wagner Santisteban, entre outros. Caras e Bocas tem previsão de estréia para abril.

TROCA-TROCA NO MULTISHOW

by

Por André Moreira


Um dos programas mais legais e divertidos da grade do Multishow vai ganhar uma nova apresentadora. Sai Didi Wagner, que grávida de seu terceiro filho retorna ao Brasil, e entra Erika Mader para comandar o Lugar Incomum. Depois de uma temporada de dois anos em Nova York, onde mostrou os lugares mais insólitos da Big Apple, Didi sede lugar para Erika, mas se prepara para comandar um novo programa após sua licença-maternidade. Sua nova atração ainda não tem horário e formato definidos. Erika Mader embarca de mala e cuia para Nova York na última semana de janeiro prometendo descobrir muitos outros lugares Incomuns. Em tempo: o bebê de Didi nasce em fevereiro.

SAMBA DE RAINHAS EM LARANJEIRAS

by

Por André Moreira

As mulheres vão levar muito samba para Laranjeiras a partir desta quinta, 15. Formado por sete mulheres, O Grupo paulista Samba de Rainha vai mostrar para o carioca o repertório de seu segundo cd, "Vivendo O Samba", sempre nas noites de quinta na Hideaway. O show de estréia conta com a participação luxuosa da cantora Isabella Taviani.

Serviço:

Hideaway
R. das Laranjeiras, 308
Laranjeiras.
horário do show: 22h
Informações pelo telefone: 2285-0921

11 de jan de 2009

A MATURIDADE PELAS LENTES DE DAVID FINCHER

by






Quando a maturidade caminha lado a lado com o envelhecer de um ser humano, podemos notar a modificação na sua maneira de olhar o mundo e as pessoas ao redor, cada ruga representando uma perda, emocional e física. A redução gradativa da visão e locomoção, a saudade dos amores que se perderam ao longo do caminho.
O conto “O Curioso Caso de Benjamin Button” de F. Scott Fitzgerald (de “O Grande Gatsby”) no qual este filme se baseia, retrata uma inversão total nesta condição natural humana. Benjamin Button nasce como se tivesse oitenta anos de idade, um bebê com os problemas físicos de um idoso e com o passar do tempo vai rejuvenescendo.
Como todas as fábulas, nesta não se espera do espectador uma crença cega em sua história, procura-se que o público perceba as analogias e metáforas espalhadas ao longo dos mais rápidos 160 minutos já vistos no cinema nos últimos anos.
O diretor David Fincher, que já nos entregou pérolas da sétima arte como: “Seven”, o subestimado “Vidas em Jogo (The Game)” e a obra-prima “Clube da Luta (Fight Club)”, além de dar personalidade própria à saga de Alien em “Alien 3”, consegue neste filme entregar ao público seu trabalho mais refinado e elegante. Uma ode à vida, onde aprendemos a dar valor a cada momento, por ínfimo que seja, pois o tempo inexorável passa por todos nós como um trem desgovernado e é impossível fazê-lo voltar aos trilhos.
Brad Pitt em sua melhor interpretação vive Benjamin, conseguindo transmitir em seus olhos as transformações psicológicas que nenhum efeito computadorizado pode suprir. Aliás, os efeitos de maquiagem neste projeto são merecedores de aplausos, pois conseguiram fazer os atores passarem pelos mais diversos estágios da vida. Como acontece com os melhores mágicos, a platéia nunca percebe claramente os truques utilizados e em questão de minutos estamos imersos e acreditando na história que se desenvolve na tela.
A versátil Cate Blanchett surpreende mais uma vez interpretando Daisy, uma jovem que desde sua infância conhece Benjamin e acaba se tornando seu grande amor. Uma forte barreira se mantém sempre no caminho dos dois: A juventude interna dele em um corpo debilitado contrastando com a beleza imatura dela em um corpo forte.
A beleza do filme está nas entrelinhas. Quando presenciamos Benjamin aos 7 anos de idade em um corpo frágil querendo brincar como uma criança normal, somos tomados pelo espírito da história e não desgrudamos mais os olhos da tela. Sentimos sua maturidade ir ganhando espaço ao mesmo tempo que seu corpo vai se tornando mais jovem, em simples gestos e maneirismos que Brad Pitt insere nas cenas. E é triste e belo quando percebemos junto com o personagem que sua história de amor, como tudo na vida, não durará para sempre.
O roteirista Eric Roth (de “Forrest Gump – O Contador de Histórias”) faz um excelente trabalho em costurar várias passagens de tempo, sempre nos mantendo curiosos a respeito de como o personagem título irá se comportar frente aos desafios da vida normal, sendo tão incomum.
O elenco de apoio conta com a presença de Tilda Swinton (de “Conduta de Risco”) como uma espiã que se envolve com Benjamin nos tempos da guerra. Sua interpretação é marcante, assim como seu efeito na vida do personagem de Pitt.
Mesmo sendo um drama, O Curioso Caso de Benjamin Button consegue nos brindar com momentos de humor muito agradáveis e pelo menos uma seqüência envolvendo as conseqüências dos atos de um ser humano em seu ambiente, digna de entrar para uma lista de melhores cenas da história do cinema. Assistam e comprovem.
Como uma bela fábula (inclusive assemelha-se muito em alguns momentos ao estilo do cinema de Tim Burton), a história é permeada de momentos clichês bem realizados. Benjamin nasce no dia do cessar fogo da primeira guerra mundial em meio à vibração do povo americano e é rejeitado por seu pai, devido a sua bizarra condição. Tendo sido então criado por um casal negro extremamente religioso e pobre. O jovem precisa aprender a andar, tal qual um senhor idoso necessita de ajuda para atravessar a rua. Um paralelo brilhante do livro homônimo que foi muito bem adaptado pelo diretor.
Dentre as muitas lições de vida que o filme tenta passar, talvez a mais duradoura, que permanece em nós após o fim da sessão é que na vida, nada dura para sempre. Portanto aproveitemos cada instante, pois o corpo humano é frágil e a mente se esvai aos poucos, levando-nos todos a nos tornarmos crianças novamente ao final da nossa jornada.
Um filme único que levanta questões importantíssimas enquanto nos entretém. O projeto mais completo do diretor David Fincher e a melhor atuação de Brad Pitt, um primor de realização.

NOTA: 10 / 10

Veja Trailer Legendado de O Curioso Caso de Benjamin Button:

A INDIA INVADE O PARQUE LAGE

by
Por André Moreira

Com uma grande festa no Parque Lage, Rio de Janeiro, foi lançada a próxima novela das 21h da Rede Globo, Caminho das Índias, que vai contar a venturas e desventuras de Maya (Juliana Paes) e Bahuan (Marcio Garcia) para ficarem juntos. Todo decorado conforme a cultura indiana, o Parque Lage serviu de palco para as celebridades presentes que se divertiram e comemoraram mais um trabalho da autora Glória Perez. Caminho das Índias faz sua estréia no dia 19 de janeiro e substitui o sucesso A Favorita. No elenco ainda estão Tony Ramos, Lima Duarte, José de Abreu, Isis Valverde, Eliane Giardini, Christiane Torloni, entre outros. Veja as fotos da festa:

Fotos divulgação/TV Globo/Sergio Huoliver/Renato Rocha Miranda

Top Ad 728x90