Top Ad 728x90

30 de jun de 2009

ANA HICKMANN SUBSTITUI ELIANA NO "TUDO É POSSÍVEL"

by

Por André Moreira

A Record divulgou agora a tarde, através de um comunicado, que a apresentadora do Hoje em Dia Ana Hickmann irá substituir Eliana no comando do dominical Tudo é Possível. E a estreia de Ana acontece no próximo dia 12 de julho. Também de acordo com o comunicado, o programa passará por algumas mudanças e virá com novidades. É a dança da cadeiras em busca do ibope. Eliana acertou na semana passada seu retorno ao SBT, emissora que a lançou, para brigar pela audiência aos domingos. A emissora de Silvio Santos também tirou da concorrente outro nome de peso, Roberto Justus. Em contra-partida, a Record conquistou o passe de Gugu Liberato, até então uma das principais estrelas do SBT. Comenta-se que Gugu terá um salário de 3 milhões de reais.

29 de jun de 2009

GELO EM ALTA TEMPERATURA

by


Por Octavio Caruso

Em A Era do Gelo 3, o diretor Carlos Saldanha renova o estoque de gags e cria um espetáculo muito agradável para toda a família.
Diferente de outras animações do gênero que só pioraram em suas seqüências, a equipe técnica e criativa liderada por Saldanha consegue fazer nesta terceira parte o seu melhor trabalho.
Uma bem vinda novidade é a inclusão da tecnologia 3-D, utilizada de maneira inteligente, não apenas para dar sustos ou arrumando desculpas para jogar objetos “na cara” da platéia. A tecnologia realça a beleza da animação e do cenário.
Nesta aventura, o grupo de amigos da era glacial passa por mudanças como a vinda de um bebê e o nascimento de um grande amor enquanto presenciam a chegada dos temíveis dinossauros. Esperem seqüências maravilhosas do esquilo Scrat, sempre lutando bravamente por sua querida noz, porém dividindo sua atenção com uma astuta esquilo-voador que divide seu coração.

Scrat inclusive tem uma participação maior neste filme, tendo uma cena espetacular ao som de “You´ll never find another love like mine”, uma clássica balada de Lou Rawls. É nessa hora que os pais irão gargalhar tanto ou mais que os filhos.
Outro ponto interessante na animação é a criação de um personagem “típico herói de ação”, uma doninha caolha chamada Buck. Astuto, Carlos Saldanha cria um paralelo entre Buck e o dinossauro Rudy e o capitão Ahab do clássico Moby Dick. Todo herói precisa de um vilão e Buck obsessivamente procura o seu antagonista.


O trabalho de dublagem brasileira também está de parabéns. Diogo Vilela e Claudia Jimenez como o casal de mamutes Manny e Ellie dão um show com muita verve cômica e ironia. Destaque para o “onipresente” Alexandre Moreno como o aventureiro Buck, mais uma vez mostrando um carisma espetacular, que rivaliza apenas com o do grande Mário Jorge, que eternizou o estilo com suas dublagens para Eddie Murphy e Steve Guttenberg entre outros.
A Era do Gelo 3 é uma ótima animação, que traz personagens carismáticos e um roteiro inteligente visando ser um entretenimento para adultos e crianças. Vale a pena ver mais de uma vez.







RESGATE DE UMA HISTÓRIA

by

Por André Moreira

Já se vão mais de dez anos que os Mamonas Assassinas nos deixaram em um terrível acidente aéreo. Mas a passagem breve dos cinco rapazes de Guarulhos no mundo da música ficou na história e na lembranças dos brasileiros. Uma história de conquistas e muita luta para chegar ao estrelato, que será contada em um documentário que tem sua estreia neste sábado, 04, justamente na cidade natal da banda, Guarulhos. Com o título Mamonas, O Doc, o diretor Cláudio Kahns (A Marvada Carne) descortina o passado da banda em 84 minutos de projeção e mostra o caminho que os músicos trilharam rumo ao sucesso arrebatador. “Percebemos que tínhamos em mãos um excelente arquivo de imagens da banda, incluindo os bastidores, e também de entrevistas”, Diz ele que montou o documentário através de muito trabalho de pesquisa e material inédito da banda até então. A sessão será no ginásio Thomeozão às 17h e quem quiser assistir basta trocar um agasalho pelo ingresso.

Serviço:
Pré-estreia de Mamonas, o Doc Dia: 04/07/09, a partir das 17h (eventos) e 19h (projeção)
Local: Ginásio Thomeozão (Av. João Bernardes Medeiros, s/n, Bom Clima, Guarulhos, SP)
Classificação etária: 12 anos
Postos de troca de ingresso:
Em Guarulhos: - Shopping Bonsucesso (Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 5.308, Pimentas)
Teatro Adamastor (Av. Monteiro Lobato, 734, Macedo)
Teatro Padre Bento (R. Francisco Foot, 3, Gopoúva)
Faculdade e Colégio Eniac (R. Força Pública, 89, Centro)

28 de jun de 2009

MICHAEL JACKSON E O CINEMA

by
Por André Moreira

Com a morte prematura de Michael Jackson - que ainda deve dar muito pano para manga - sua bem sucedida carreira na música está sendo revisitada nos quatro cantos do planeta e, é claro, sua conturbada vida pessoal. Mas poucos se lembram de suas incursões no cinema, uma das paixões de Michael.
Ainda jovem e bem antes de estourar no mundo em sua carreira solo, Michael Jackson foi uma das estrelas da adaptação musical de O Mágico de Oz, rebatizada como The Wiz. Com um elenco constituido somente de atores e cantores negros, Michael dividia a cena com sua então amiga e musa Diana Ross e o saudoso ator Richard Pryor. Um fracasso comercial, o filme foi a primeira parceria de Michael com o produtor Quincy Jones. Estava plantada ali a semente de Off The Wall e Thriller, sucessos da dupla que catapultou Jacko para o topo das paradas.

O cinema se tornou, em parte, uma marca do sucesso de Michael na música. O cantor sempre procurou se cercar de diretores e atores conceituados na sétima arte para produzir seus fabulosos e históricos clipes. John Landis (Um Lobisomem Americano em Londres) foi convocado para dirigir seu mais audacioso clipe, Thriller. No mesmo trabalho o ator Vicente Price (Edward Mãos de Tesoura) fazia uma participação com sua voz em off.

Nos anos seguintes outros diretores trabalharam com o cantor em diversos trabalhos. Martin Scorcese dirigiu Bad, John Singleton ficou por trás das câmeras em Remember de Time (do album Dangerous), David Fincher esteve com o cantor em Who is It. E Spike Lee trouxe o astro para terras brasileiras para rodar o clipe de They Don't Care About Us. MoonWalker, apesar de fraco, marcou de vez a parceria Michael Jackson/cinema. Seus últimos trabalhos no cinema foram suas esquecíveis participações em Homens de Preto 2 e Miss Cast Away.

Abaixo você confere um trecho da versão italiana de The Wiz.

CINCO PRIMEIROS MINUTOS DE HARRY POTTER CAEM NA REDE

by
Por André Moreira

Por falar em Harry Potter, parece que até mesmo o famoso bruxinho caiu no "feitiço" da pirataria. Os 5 primeiros minutos de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, novo filme da franquia, caíram na rede. As cenas são dubladas em alemão. Veja logo a baixo ou não siga em frente se não quiser ver spoilers. Segundo consta, a cena já está sendo vendida em camelôs pelo Brasil.

CLAUDIA GIMENEZ EM HARRY POTTER

by
Por André Moreira

Claudia Gimenez parece que tomou gosto pela dublagem. Depois de dar voz mais uma vez a Mamute Ellie de A Era do Gelo 3, que estreia no próximo dia 01º de julho, a atriz volta em breve aos estúdios para dar voz a um dos personagens de Harry Potter e o Enigma do Príncipe. Segundo a atriz, o personagem ainda não foi definido e o convite surgiu da própria Warner.

26 de jun de 2009

ESPECIAL MICHAEL JACKSON: THRILLER: O CLIPE QUE MARCOU ÉPOCA

by

Por André Moreira

Seria pouco dizer que Michael Jackson marcou época com sua música. Seria correto dizer que o cantor marcou época não só pela música, mas também pela dança e principalmente por seus clipes. Foram muitos os clipes que tiveram a assinatura de Jacko, notabilizando seu estilo e encantando o público ao redor do mundo. Mas nenhum foi mais marcante do que Thriller, na verdade um curta metragem de 14 minutos dirigido por John Landis (Um Lobisomem Americano em Londres) que teve um custo de 600 mil dólares, valores altos para os padrões da época. Relembre logo abaixo:



ESPECIAL MICHAEL JACKSON: SUCESSO TAMBÉM NOS DESENHOS

by

Por André Moreira

Talvez muitos não lembrem, mas no iníco da carreira dos Jackson Five (Michael, Jackie, Tito, Marlon e Randy), o sucesso da música I´ll Be There deu origem ao desenho que levava o nome do grupo. O Desenho, originalmente transmitido pela rede Americana ABC trazia os irmãos em aventuras musicais com o apelo psicodélico - visual muito comum nos desenhos da época - e um toque de humor. No curioso desenho eram coadjuvantes os animais de estimação de Michael, os ratos Ray e Charles (numa homenagem clara ao cantor Ray Charles) e a cobra Rose. Paul Coker, responsável na época pela Revista Mad ficou a cargo de criar o lay-out dos personagens. Os próprios Jackson Five faziam as vozes de seus "personagens" e a cantora Diana Ross fazia participações especiais. Apesar da animação considerada pobre para a época, duas temporadas foram criadas pelos produtores Arthur Rankin e Jules Bass, mesmos criadores dos Thundercats.


25 de jun de 2009

UMA VIDA REPLETA DE SUCESSOS E POLÊMICAS

by
Por André Moreira

Michael Joseph Jackson. Esse era o nome completo do astro que mudou os rumos da música pop mundial, sendo referência até hoje para muitos artistas que vieram depois. Impossível não enxergar seu estilo nos trabalhos dos atuais artistas da música americana, como Justin Timberlake, Usher, Chris Brown, entre outros. Sem dúvida seus estilo no palco era inconfundível o que lhe deu uma gama de fãs que o imitam até hoje. Quem já não esteve em uma festa a fantasia onde alguém se estava caracterizado com o cantor, mesmo que fosse para fazer uma homenagem ou uma simples paródia.
Apesar de nos últimos anos ter se notabilizado por escândalos e para muitos por bizarrices ligadas ao seu aspecto, cada vez mais distante da criança negra que um dia subiu ao palco ao lado de seus irmão para entrar para a história de música mundial, Michael Jackson deixou para sempre sua marca e pavimentou seu estilo para muitas gerações que ainda estão por surgir.
Tendo começado sua carreira ainda menino junto a seus irmãos, Michael integrou o grupo Jackson Five nos distantes anos 70. Muitos dizem até hoje que o cantor se recentia desta época por ter perdido parte de sua infância para estar em frequentes turnês precionado por seu pai, apontado por muitos como sendo um homem austero. Sendo isso ou não, após esse período com seus irmão, Michael partiu para sua carreira solo. Despontando com o ótimo Off The Wall em 1979, Michael lançou diversos hits incontestáveis como a música que deu nome ao disco e Don´t Stop Till Get Enough. Mas nada se comparava ao que viria a seguir. Depois de um bom começo, Michael se juntou ao produtor Quincy Jones e criou o que disco viria a se tornar o mais vendido do toda a história da música mundial, Thriller. Desse trabalho surgiram clássicos como Billie Jean, Wanna Startin Something, Thriller, Humam Nature, Beat It. Michael não só inovou na música mas nos clipes e na dança. Quem não sentiu medo ao assistir o clipe de Thriller? O cantor contava uma história a cada clipe e aumentava a atenção sobre seu trabalho. Na dança marcou um estilo até hoje insuperável. Eram o auge dos anos 80 e Michael Jackson colecionava prêmios, um atrás do outro, chegando a ter 7 músicas de um mesmo disco nas paradas de sucesso. Após o sucesso de Thriller muitos se perguntaram o que viria depois.

A resposta não tardou a vir. Em 1987 Michael apresentou o sucessor de Thriller, Bad, com muito estardalhaço e repetindo a fórmula que foi sucesso no disco anterior, lançando o clipe da música que dava nome ao disco. Apesar de figurar nas paradas de sucesso, Bad não conseguiu romper a barreira das mais de 106 milhões de cópias vendidas alcançada por Thriller. Aliás ninguém até hoje conseguiu essa façanha e talvez não consiga. Mesmo assim Bad desfilou nas paradas sucessos "I Just Can't Stop Loving You", "Bad", "The Way You Make Me Feel", "Man in the Mirror" e "Dirty Diana".


Na época de Bad começaram a surgir os boatos que viriam a se tornar frequentes em sua carreira. Sua aparência, antes de um negro americano, mostrava-se cada vez mais alva. Rumores davam como certo que o cantor sofria de Vitiligo, doença que afeta a epiderme da pele. Outros de que o cantor teria se submetido a um tratamento para clareamento de pele. Nada até hoje confirmado.
Anos depois, em 1991, Michael surge com seu mais novo trabalho, Dangerous, e para surpresa de muitos ainda mais branco. As mudanças não pararam em seu tom de pele. Seu rosto cada vez mais mostrava as características de diversas plásticas, deixando para trás a lembrança do rapaz outrora negro, em cor e feições. No meio dessa polêmica, Jackson seguiu promovendo Dangerous em turnê pelo mundo (são desse trabalho as músicas "Black Or White", "Jam", "Remember The Time" e "In The Closet"). Mas quando tudo parecia estar nos eixos, o cantor é surpreendido com uma acusação de abuso de menores, manchando de vez sua carreira. O que se seguiu foram negociações onde as partes (Michael e os pais da criança) chegaram a um acordo, especula-se, de 15 milhões de dólares.
Depois desse período conturbado o cantor a coletânea History: Past, Present and Future – Book I, onde uma parte continha sucesso resmasterizados e o outro canções inéditas. Destaque para o dueto de Michael com sua irmã famosa Janet Jackson na canção Scream, claramente uma resposta ao assédio da imprensa no caso de abuso em que era acusado. Nesta mesma época Michael esteve no Brasil gravando o clipe da música They Don´t Care About Us no Morro Santa Marta no Rio de Janeiro e no Pelourinho em Salvador. Depois de um período sem gravar inéditas o cantor lança Invencible, o mais problemático em toda sua carreira. Antes de lançar o album, Michael Jackson tentou retirar a licença das gravações originais do catálogo dele da gravadora Sony para lançamento independente, o que não foi possível devido a cláusúlas em seu contrato. Evitando uma disputa judicial, Michael Jackson e a Sony entraram em um acordo que que permitiria que ele abandonasse a gravadora depois do lançamento de Invincible, mas antes seria lançado um pacote de coletâneas com todos os sucesso do cantor. Invencible, album de menos repercussão de Jackson, alcançou a marca de 11 milhões de cópias vendidas. Em 2003 mais uma coletânea seria lançada, Number Ones. No mesmo ano o cantor sofreria mais uma acusação de pedofilia. Depois de passar por uma análise de uma profissional em saúde mental, onde, segundo o médico, ficou constado que o artista tinha a mente de um garota e nã ose encaixava no perfil de um pedófilo. O processo se extendeu até 2005 culminando na absolvição do cantor por falta de provas. Em 2004 e 2006 foram lançadas mais coletâneas. Durante esse período Michael Jackson começou a trabalhar no que seria o sucessor de Invencible. Para a nova empreitada foram convocados os Rappers Will.i.a.m, Akon e T-Pain. O albúm tinha previsão de lançamento para o segundo semestre desse ano.


UMA NOVA TURNÊ

O artista só retornaria aos holofotes através de seu trabalho de fato em 2009 ao anunciar sua nova turnê. This Is It (nome dado a turnê) seria uma série de 50 concertos que teria início em 13 de Julho de 2009, na O2 Arena, em Londres. O que infelizmente não se confirmará com sua prematura morte aos 50 anos. Um astro pop que levou um dia milhares de fãs ao delírio e colocou seu nome e seu música da trilha sonora da música pop mundial.



MICHAEL JACKSON MORRE AOS 50 ANOS

by

Por André Moreira

A música pop fica mais pobre. Foi confirmada agora à pouco a morte daquele que era considerado o Rei da Música Pop mundial, Michael Jackson. Segundo o site de notícias TMZ (primeiro veículo a dar a notícia, até então não confirmada), o cantor havia passado mal em sua residência em Beverly Hills e sido levado às pressas para o Hospital da Universidade de Los Angeles. Mesmo com o pronto atendimento, o cantor não teria resistido a parada cardíaca e falecido. Depois de inúmeras incertezas quanto ao real estado de saúde do astro foi divulgado agora a pouco um boletim médico oficial. Michael Jackson começou a carreira ainda criança ao lado de seus irmãos no grupo Jackson Five. Nos anos 80, já em carreira solo o Jackson quebrou todos os recordes da música fonográfica com seu segundo trabalho, o inesquecível Thriller. Nos anos seguintes o cantor se notabilizou com suas frequentes - não confirmadas por ele - cirúrgias plásticas e sua mudança de cor de pele, além dos escândalos envolvendo menores. Michael Jackson tinha 50 anos.

MICHAEL JACKSON AINDA NÃO TEM MORTE CONFIRMADA

by
Por André Moreira

Segundo o site de notícias TMZ, o cantor Michael Jackson teria falecido na tarde desta quinta-feira, 25. De acordo com site e alguns veículos internacionais, o cantor havia passado mal em sua residência em Beverly Hills e sido levado às pressas para o Hospital da Universidade de Los Angeles. Mesmo com o pronto atendimento, o cantor não teria resistido a parada cardíaca e falecido. Até o momento não foi divulgado nenhum boletim médico oficial. Fãs encontram-se na porta do hospital aguardando notícias. Michael Jackson começou a carreira ainda criança ao lado de seus irmãos no grupo Jackson Five. Nos anos 80, já em carreira solo o Jackson quebrou todos os recordes da música fonográfica com seu segundo trabalho, o inesquecível Thriller. Nos anos seguintes o cantor se notabilizou com suas frequentes - não confirmadas por ele - cirúrgias plásticas e sua mudança de cor de pele, além dos escândalos envolvendo menores.

GUGU ASSINA COM A RECORD

by

Por André Moreira
Foto divulgação/Antonio Chahestian/Record

Depois do vai-não-vai finalmente a Record levou o passe de Gugu Liberato. A apresentador, depois de muitos anos no SBT, irá levar sua experiência para a Record no lugar de Eliana, que fez o sentido inverso e foi para o SBT. Na emissora do bispo Macedo Gugu irá comandar um dominical que ainda não tem nome definido. O contrato de Gugu com a emissora foi assinado nesta tarde e será terá o prazo de 8 anos. Além do programa aos domingos, o apresentador realizará o sonho de ter seu próprio programa de entrevistas. Com isso, a guerra pela audiência aos domingos ficará ainda mais acirrada.

MORRE FARRAH FAWCETT

by
Por André Moreira

Simbolo sexual dos anos 70 ao participar da série Charlie´s Angels, aqui no Brasil batizada como As Panteras, Farrah Fawcett perdeu sua luta contra o câncer esta manhã. A atriz, que tinha 62 anos, lutava contra a doença havia algum tempo e estava em tratamento quimioterápico desde então.

Alçada à fama ao participar da série, seu grande sucesso na carreira, Farrah se tornou a Pantera mais famosa e emblemática entre todas, sendo lembrada até hoje como a detetive Jill, nome de sua personagem, sendo referência até nos penteados da época. Mesmo com o sucesso, a atriz optou por abandonar a série no auge, o que lhe acarretou sérios problemas com a produção. Para não ter que pagar a multa por quebra de contrato, Farrah se submeteu a participar de três episódios anuais da série, que ainda perdurou com outras atrizes no elenco. Na vida pessoal Farrah Fawcet foi casada com os atores Lee Majors (o eterno Homem de Seis Milhões de Dólares) e Ryan O´Neal (Love Story) com quem teve um filho. Aliás a musa setentista foi a causadora do fim da amizade entre os dois atores. Para os fãs fica a imagem da eterna e bela Pantera que marcou época e ficará eternamente no imaginário dos fãs.

24 de jun de 2009

ESTAMOS NO TWITTER

by

Por André Moreira

Seguindo a tendência mundial não poderíamos ficar de fora da nova febre (ou nem tão nova assim) entre os internautas , o Twitter. Nós queremos te seguir. Então deixa seu perfil nos comentários, ok? O nosso é @vertigopop. A gente se vê lá. até.

CAETANO VELOSO NO ESTÚDIO 66

by

Por André Moreira
Foto divulgação/ Canal Brasil

A quarta temporada do Estúdio 66 terá um convidado ilustre. Caetano Veloso fez uma participação especialíssima para o programa do Canal Brasil que irá ao ar em agosto. “Por Quem” de seu novo cd “Zii e Zie” estará presente no repertório além de novas versões de sucessos conhecidos do público como “O Ciúme”, “Cajuína” e “Por Quem”. Outra novidade do Estúdio 66 é Marcos Nimrichter, novo apresentador do programa.

VEJA UMA PRÉVIA DA NOVA SAGA DOS X-MEN

by

Por André Moreira

O site CBR publicou uma prévia da nova saga em que os X-Men estarão envolvidos. A mini, que acaba de sair lá fora, coloca os mutantes da Marvel em confronto direto com os Vingadores Negros (Dark Avengers) comandados por Norman Osborn, antigo Duende Verde (inimigo clássico do Homem-Aranha) que agora responde pela alcunha de Patriota de Ferro. Atenção para os Spoilers: Para quem não sabe, Osborn ascendeu no universo Marvel após a queda do Homem de Ferro, então líder da Shield e agora inimigo público Nº 1, durante os eventos da Invasão Secreta (Saga publicada atualmente no Brasil pela Panini Comics). Confira a prévia (com arte de Marc Silvestri) da saga entitulada Utopia logo abaixo:

PRIMEIRO TRAILER DO NOVO DE SHYAMALAN

by

Por André Moreira

Depois de seu último e fraco filme, Fim dos Tempos, ter fracassado nas bilheterias, M. Night Shyamalan investe na tendência mercadológica que tem dado mais certo do que errado no mundo do cinema: as adaptações de desenhos e quadrinhos.
O diretor que despontou com Sétimo Sentido agora retorna com a versão Live Action de The Last AirBender, desenho mais conhecido por aqui como Avatar. Dê uma olhada no trailer e cruze os dedos para não ser mais uma DragonBall Z.

GILBERTO GIL NA TRILHA SONORA DE "BESOURO"

by

Por André Moreira
Fotos Guto Costa

Baseado no Livro Feijoada no Paraíso, o primeiro filme dirigido pelo publicitário João Daniel Tikhomiroff, Besouro, ganhou um colaborador de peso em sua trilha sonora. Gilberto Gil gravou a canção tema do filme em seu estúdio na Gávea, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro. Com o nome do filme como título, Gil optou por compor uma canção de roda, depois de ficar semanas pensando em como seria a música. "Quando João (diretor) me convidou para compor a música, eu fiquei com a história rodando na minha cabeça por semanas. As ideias lá comigo, e não saía nada. É muita responsabilidade. Afinal, Besouro é um mito e a sociedade se constrói também a partir de seus mitos. Mas eu fui pensando nos passos da capoeira, nos giros, no pé fincado ao chão. Aí nasceu essa canção de roda", revelou ele.

Besouro conta a história do capoeirista Manoel Henrique Pereira (falecido em 1924 aos 29 anos) o Besouro Mangangá, também conhecido como Besouro Cordão de Ouro, que lutava contra a escravidão no interior da Bahia.
As coreografias do filme, que estreia no dia 30 de outubro, ficaram a cargo do chinês Ku Huen Chiu, de Kill Bill e do sucesso O Tigre e o Dragão. Veja o trailer logo abaixo:

22 de jun de 2009

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS EM BELAS FOTOS

by

Por André Moreira

Tim Burton como sempre deixa sua marca gótica em todo filme que toca. E não seria diferente em seu novo longa, Alice no País das Maravilhas, que na verdade se trata de uma continuação da história original produzida pela Disney em 1951 (quem não se lembra?). No longa, que tem previsão de estreia para 2010, Alice entra no buraco do coelho e volta ao País das Maravilhas sem lembrar que já havia estado lá. O elenco conta com atores que estiveram em outras produções do diretor como Johnny Depp que vive o Chapeleiro Louco e Helena Bonham Carter que dá vida a Rainha Vermelha. Anne Hathaway também está no elenco como a Rainha Branca. Martin Sheen (Anjos da Noite) engrossa o elenco. Confira as belas fotos dos atores caracterizados como os seus respectivo personagens e duas artes conceituais do filme.

EXCESSO QUE ATRAPALHA

by
Competente nos efeitos especiais, Transformers: A Vingança dos Derrotados perde ao exagerar nas cenas de ação e em cenas descartáveis


Por André Moreira
Fotos/ divulgação Paramount Pictures

As vezes parece fácil escrever um filme de ação. Para os leigos bastaria colocar cenas de perseguição, lutas, explosões e tchan, tchan, tchan... Aí está um perfeito blockbuster. E aí está o erro. Não basta apenas esses ingredientes para se contar uma boa história de ação. É preciso saber dosar cada elemento e aparar as arestas. Infelizmente Michael Bay (Armaggedon) faltou esta aula pelo visto. Seu mais novo filme, Transformers: A Vingança dos Derrotados, que chega às telas mais cedo na America Latina, nesta terça-feira, 23, é um exemplo de como não se deve exagerar nas cenas de ação e salpicar o longa com cenas completamente descartáveis.

O filme, sequência de Transformers (2007), adaptação do famoso desenho dos anos 80, possui um grande apuro técnico no que diz respeito aos efeitos especiais, coisa que seu produtor Stephen Spielberg é craque. Os robôs estão mais bem feitos e suas cenas com os atores são perfeitas, chegando próximo da perfeição. Mas o filme peca no roteiro que optou pelo caminho fácil do excesso de cenas de explosão, marca de Bay. Falta o elemento do suspense que segura a tensão do público e acrescenta aquela dose de quero mais a um bom filme de ação. Exemplo clássico nesse gênero é a franquia Duro de Matar (Die Hard) com Bruce Willis. E porque não dizer vários filmes do velho Arnoldão.


Ao contrário do primeiro filme onde as cenas de diálogos cabiam dentro do contexto, aqui elas parecem tapa-buracos e as possíveis tiradas cômicas não são tão cômicas, chegam perto do risível, por assim dizer. Sem falar que os closes em abundância de Megan Fox (a mocinha e um dos principais atrativos do filme) provam que o diretor tenta segurar a atenção do público teen, que deve ser o principal interessado nesse tipo de filme. E as cenas videoclípticas em câmera lenta provam que a praia de Bay seria mesmo a MTV.

O filme tem uma premissa que poderia render na mão de outro diretor. Sam (Shia Labeaouf, que mesmo com uma boa atuação não salva o filme) detêm o grande conhecimento de origem dos robôs e precisa escapar dos temíveis Decepticons se quiser ficar vivo. Após a sessão, que durou quase duas longas horas e meia, fica a impressão de que faltou algo no filme, apesar de sua enorme metragem e que o cansaço imperou durante toda a projeção. Seria uma história para se contar em bem menos tempo, digamos que 40 minutos a menos para ser mais exato. E o Roteiro cheio de furos prova que filme de mais é na verdade filme de menos.




21 de jun de 2009

THEO BECKER É ELIMINADO DA "FAZENDA" COM 51,8%

by

Por André Moreira

Depois de muita polêmica e brigas com seus colegas de confinamento, o ator Theo Becker foi eliminado da Fazenda da Record. Para muitos surtado desde o primeiro dia em que entrou no programa, Theo não caiu no gosto do público que não aprovou seu comportamento e recebeu 51,8% de votos para deixar o programa. Estavam na roça com o ator, o modelo Miro Moreira e o também ator Jonathan Haagensen, que foram poupados pelo público e permanecem na disputa pelo prêmio de 1 milhão de reais.

Veja logo abaixo uma das brigas que Theo Becker protagonizou no reality da Record:


UMA HISTÓRIA PARA SER LEMBRADA

by
Com Jean Charles, novo filme de Selton Mello que estreia essa semana, o cinema nacional joga um novo olhar sobre brasileiros que buscam um futuro melhor



Por Octavio Caruso

Um dos gêneros mais apreciados, por crítica e público na história do cinema é o biográfico. O tal “baseado em fatos reais” é também o tipo de cinema mais abrangente de todos, pois limita-se apenas a qualidade da história a ser contada, seja ela um drama político, a vida de uma pessoa ou algum evento específico.
A história do jovem Jean Charles de Menezes é mais que interessante, é essencial e precisava ser contada. Já que a justiça dos homens ainda não redimiu-o, este filme torna-se uma homenagem justa ao homem e um alerta claro aos governantes do mundo.
Até este momento, para o público geral, a vida do imigrante brasileiro confundido com um homem bomba e morto no metrô de Londres com oito tiros por policiais da Scotland Yard em 2005 era apenas uma manchete de jornal, nós não o conhecíamos. O filme além de nos apresentar este jovem, nos faz admirá-lo, torna-o humano em todas suas fraquezas e erros e este é o objetivo maior neste tipo de projeto.
O diretor Henrique Goldman acerta na escolha pela linearidade narrativa, evitando os flashbacks que já se tornaram comuns em obras do gênero. Nós acompanhamos o personagem dia a dia, com um trabalho de câmera realista e documental, que nos coloca na cena sem ser intrusiva em nenhum momento.
Outro grande acerto do roteirista Marcelo Starobinas foi trazer vários momentos alegres e engraçados, evitando a seriedade excessiva comum aos filmes biográficos, o que o torna muito mais verdadeiro.
Neste trabalho de humanização e criação de identificação com o público, o ator Selton Mello mais uma vez conquista o ponto máximo. Ele, como raros atores do país, consegue ser genial e popular ao mesmo tempo.


Vanessa Giácomo como a prima de Jean Charles representa a peça mais importante no filme, pois sua vida é afetada diretamente pela presença de Jean. Suas escolhas e seu futuro serão moldados a partir de seu convívio com seu primo e a maneira como isso é apresentado no filme é não menos que espetacular.
Incrível também é a participação do ator Luis Miranda, como o amigo de Jean, Alex. Ele consegue transmitir todas as alegrias e angústias de forma magistral, emocionando em diversos momentos.
Com um roteiro perfeito, diálogos por vezes improvisado e a participação de pessoas que conviveram com o verdadeiro Jean Charles, este filme marca sua presença e emociona. Obrigatório.




DANÇA DAS CADEIRAS ENTRE SBT E RECORD

by
Por André Moreira

Depois da expeculação em torno da ida de Gugu Liberato para a Record, O SBT começa enfim a contra-atacar sua rival e conseguiu, depois de uma longa negociação, tirar da emissora do Bispo Macedo dois de seus mais fortes apresentadores, Eliana e Roberto Justus. Justus, que apresentava o bem sucedido O Aprendiz, assinou um contrato de 4 anos com a emissora de Silvio Santos e, dizem, deve apresentar um Talk Show. E Eliana, cujo contrato vence somente no fim do ano, vai para o SBT com um salário, especula-se, de 600 mil reais. Será o retorno da apresentadora que começou sua bem sucedida carreira justamente no SBT há 10 anos atrás. Vamos ver quem vence essa briga pela audiência.

20 de jun de 2009

MUITO HUMOR NO TRAILER DE "ZOMBIELAND"

by

Por André Moreira


Há muito tempo os pavorosos zumbis são um tema fértil no cinema - vide A Noite dos Mortos Vivos de George A. Romero, mestre nessa seara. Agora mais um filme com os monstrengos promete ganhar a atenção do público, principalmente por seguir no terreno do humor. Zombieland mostra o Planeta Terra tomado por Zumbis e Woody Harrelson (Sete Vidas) como o protagonista falastrão que senta o pau nos desmortos (esses filmes sempre tem um personagem desses). Ruben Fleischer dirige o filme que tem previsão de estreia para dezembro por aqui. Pelo trailer o filme parece divertido. Dê uma olhada:

Top Ad 728x90