Top Ad 728x90

4 de jun de 2009

ADEUS AO ETERNO MESTRE SHAOLIN

Por Octavio CarusoAdicionar imagem

Com cerca de cinco filmes ainda em pós-produção e uma carreira extensa no cinema, torna-se um enigma a razão que levou o ator David Carradine a cometer suicídio no dia de hoje.
O californiano iniciou sua carreira com participações nas mais variadas séries de TV americanas, porém foi com o papel principal na série Kung-Fu em 1972 que ele obteve reconhecimento mundial.
O projeto foi originalmente concebido como veículo para o jovem astro Bruce Lee, porém com receio de que o público americano não estivesse preparado para receber um protagonista oriental, o papel foi entregue a David Carradine.
O papel do monge shaolin lhe trouxe reconhecimento e levou as artes marciais a um público que ainda não havia sido atingido. Junto com os filmes que Bruce Lee realizou no Oriente, criaram o “boom” do gênero da metade da década de 70.
Durante os anos 80, participou de filmes medíocres e participações especiais em séries de TV, todos calcados na persona criada para a série Kung-Fu.
Em 2003, foi convidado por Quentin Tarantino para um papel de destaque em seu projeto Kill Bill, uma homenagem declarada aos filmes de artes marciais da década de 70. Após revitalizar a carreira de John Travolta em Pulp Fiction, praticamente retirando-o do limbo cinematográfico, muitos esperavam que Tarantino fizesse o mesmo com a carreira de Carradine.
Infelizmente, com o personagem Bill, David fez o seu melhor trabalho sendo indicado ao prêmio Globo de Ouro, porém seus próximos projetos não lograram sucesso.
Com uma carreira extensa de mais de 100 filmes, porém nenhuma obra prima. Trabalhou com o diretor Ingmar Bergman em sua obra mais fraca: “O Ovo da Serpente”.
Com a morte de David Carradine o cinema perde um bom homem, dedicado a família. Nem sempre um ótimo ator, nem sempre fazendo as melhores escolhas em sua área, porém sempre um guerreiro, pois como ele mesmo dizia:“Se você não pode ser um poeta....seja o poema!”

5 Comentários:

Top Ad 728x90