Top Ad 728x90

14 de out de 2009

VERTIGO POP ESTREIA: "DISTRITO 9"

MUITO BARULHO POR NADA

Badalado pela crítica mundial, Distrito 9 promete mais do que cumpre e fica aquém de outras obras de ficção científica


Um filme é muito mais que suas pretensões ideológicas e artísticas, o resultado final depende de um misto de elementos que vão além da idéia inteligente. Some a isso uma grande expectativa e o resultado pode ser catastrófico.
Distrito 9 está sendo vendido por críticos como “o melhor filme de ficção científica em muitos anos”, “uma obra prima” entre outros adjetivos simpáticos, porém o filme que assisti hoje pela manhã não me cativou em nenhum momento, me entediou e me fez olhar o relógio várias vezes.
Antes que digam que é preconceito ou ignorância sobre o tema, devo dizer que sou fã do gênero e sei que ele se divide em três vertentes distintas: As obras puras de ficção científica, sérias e que levantam questões profundas, como 2001 – Uma Odisséia no Espaço de Stanley Kubrick ou O Enigma de Andrômeda de Robert Wise, as obras que visam o puro entretenimento aliado à ótimas idéias, como Contatos Imediatos de Terceiro Grau, E.T. e Minority Report de Steven Spielberg ou Inimigo Meu de Wolfgang Petersen e aquelas obras que não se importam com questões filosóficas, nem sempre boas, mas que podem ser vistas como diversão descompromissada, como Independence Day de Roland Emmerich.
Distrito 9 não se enquadra em nenhuma das três vertentes citadas. Possui uma boa premissa: Uma nave-mãe alienígena mantém-se nos céus de Johannesburgo, enquanto milhares de Aliens sem poderem voltar para casa, passam a habitar uma favela, o Distrito 9. As analogias são óbvias, ao Apartheid, à maneira como os imigrantes ilegais são tratados na América, mas de tão óbvias, perdem o peso crítico.

O filme inicia como um documentário mas não mantém a idéia, o que prejudica o resultado final. Como público, mesmo em uma ficção com Aliens existem certos fatores que precisam ser respeitados, para que possamos crer durante as duas horas de projeção nos fatos que passam na tela. Vários furos atrapalham a imersão do espectador, como os aliens se comunicando em sua língua e utilizando expressões e gírias humanas e entendendo e sendo entendidos com perfeição quando falam com humanos. Ok, é um pseudo-documentário ou um filme trash? Essa falta de equilíbrio além de desviar a atenção em vários momentos faz com que fiquemos a mercê do carisma do personagem principal, o agente Wikus, responsável pela retirada dos Aliens do distrito. E é esse outro ponto fraco da obra, o ator Sharlto Copley não transmite o mínimo carisma, mesmo levando-se em consideração sua jornada muito interessante. Passa o filme e eu não consegui me importar em acompanhar sua aventura, isso é essencial em um filme como esse.
Mesmo com a produção de Peter Jackson e a quase unânime bajulação da crítica mundial, continuo esperando com expectativa aquele filme que todos estavam apregoando como uma obra prima. Distrito 9 fica no limite entre o regular e o aceitável, e isso para uma obra de ficção-científica conta muito!



21 Comentários:

dudu moraes disse...

Não vi o filme, mas estou a par das críticas positivas que todos estão falando, mas como sou de uma época onde filme de ficção científica bom era Blade Runner, estou propenso a acreditar mais em sua crítica, Octavio. Irei assistir e depois posto aqui minha opinião.

Fabricio Mendes disse...

Que crítico idiota, obiviamente não sabe nem o que é mockumentary e muito menos o novo conceito colocado no filme "Distric 9" um grande retardado que finge saber alguma coisa.

Octavio Caruso disse...

Olá Fabrício, entenda que o trabalho do crítico é dar sua opinião sobre o trabalho visto. Sei muito bem o que é o estilo do filme, mas em minha concepção o diretor não foi feliz em sua realização. Quanto a você afirmar que eu sou um crítico idiota, um grande retardado que finjo saber de alguma coisa, não pretendo e nem quero mudar sua opinião, mas gostaria que você expusesse sua opinião, mesmo que contrária a minha, com educação e respeito a outros, que como você entram neste blog procurando opiniões e críticas.
Respeito sua opinião e digo que cinema é isso, opiniões contrárias que se confrontam respeitosamente.

vivian fernandes disse...

Nossa, que desrespeitoso é este Fabrício,hein? Gente assim, ao invés de nos fazer crer em sua opinião, nos faz é ficar mais ainda a favor da crítica do Octávio. Agora mesmo é que tenho certeza que esse filme é uma porcaria! Se gente desse nível gostou....
Parabéns pela crítica Octávio e pelo trabalho belíssimo que tem realizado no blog!

rodney disse...

Já baixei o filme na internet a um tempo atrás e posso dizer que concordo com a sua opinião Octavio, o filme é cheio de pretensões artísticas, mas tem uma narrativa truncada, quase didática e vários furos no roteiro. E também concordo quando você fala da falta de simpatia do protagonista, tudo bem que no início sua chatice é proposital, mas memso quando ele muda de atitude, continuei não dando a mínima pra ele. A idéia não é nada original, só para os que tem pouco conhecimento cinematográfico e conhecem só os blockbusters americanos. Para os tiozões mais rodados como eu, esse filme é apenas mediano.

miguel disse...

Como sempre faço de noite, vim dar uma espiada no Vertigo e acabei de ler esta crítica, mesmo sem ter visto o filme ainda. Mas o que me deixou chocado não foi a qualidade do texto do crítico e sim o baixo nível desse Fabricio, que além de não saber escrever ainda tem a capacidade de chamar de idiota e retardado uma pessoa que nem conhece! Apenas por não concordar com sua opinião...irei ver o filme e postarei minnha opinião aqui, concordando ou não com você, Octavio, mas com educação e nível, como esse maravilhoso blog merece!
Vaias para você, Fabricio!!!

talita disse...

Ainda não vi esse Distrito 9, mas vim aqui só pra dizer pra esse Fabricio que o Vertigo Pop não é lugar pra baixaria não! Se ele não concorda com a opinião do crítico, ele pode dar a sua, mas sem desrespeitar quem escreveu e os que entram e querem comentar.
Estou abismada que até agora ninguém falou nada!

aramis santana disse...

Esse Distrito 9 é bem abaixo das expectativas mesmo, comecei a ver na internet e perdi o interesse em meia hora. Mas é o típico filme B cult que vai ser superestimado por um tempo...só duvido que ele seja lembrado no ano que vem.
Agora, Fabricio, você pegou pesado, hein rapaz? Isso é maneira de se colocar?
Parabéns ao Vertigo que está cada dia melhor!

mariana gouveia disse...

Que grosseria, Fabricio! Se é dessa forma que você quer expressar sua opinião, confio mais na argumentação digna e respeitosa do Octávio. como não vi o filme ainda, não posso dizer minha opinião,mas se você gostou,deve ser como o trailer nos passa, um filme para adolescentes bobinhos que não conhecem nem 1/3 da história do cinema.
É como o Dudu falou acima, somos de uma época de Blade Runner´s, Star Wars e Aliens, não nos impressionamos com qualquer coisa...

nelson disse...

O amigo acima postou que esse filme traz um novo conceito, ok, mas aonde?
Muitas séries e filmes já falaram sobre o tema. Como minhas opiniões tem batido com as do Octavio, e tendo o amigo acima argumentos tão fracos, prefiro esperar pra ver este quando chegar na locadora!

VaiDormir.com disse...

O comentário do fabrício é um tanto quanto pretencioso... idéias novas não necessariamente são idéias boas, e de todas as opniões expostas aqui, eu devo concordar com a grande maioria...

Esperava MUITO mais do filme e, honestamente, se eu não tivesse pago a entrada, provavelmente não teria suportado ver o filme até o final.

bruno disse...

Esse Fabricio é um comédia mesmo, esse Distrito 9 é um enorme elefante branco. Nem como "mockumentary" presta, porque não mantém a narrativa, como nos outros do gênero como Cloverfield, A Bruxa de Blair...é como o Octavio disse, começa como Mockumentary e depois vai se transformando em um típico e clichê filme de ação bobinho, com todas as cenas clichês que já estamos acostumados a ver por aí.
Esse eu dou graças a Deus por ter visto de graça na net, porque se eu tivesse pago pra ver no cinema, teria pedido o dinheiro de volta!
Fabricio, vai estudar mais um pouco sobre cinema e aprenda a se comportar em sociedade!
Parabéns ao blog pelo ótimo trabalho!

ANDRÉ MOREIRA disse...

Caro Fabricio,

Pena que você não sabe expor e defender suas idéias. Nós aqui do Vertigo Pop sempre deixamos nossos leitores colocarem suas visões sobre determinada obra cinematográfica. Em momento algum nos achamos o "último biscoto do pacote". O que o Octavio faz é expor sua visão sobre um determinada produção, abrindo sempre para discuções e trocas de idéias. E sempre tem se colocado de forma clara,transparente, sem falar dos belos e inteligentes textos. Um dos motivos que me fizeram convidá-lo para ser um grande colaborador do Vertigo Pop na ocasião em que o criei. Espero que retorne a nos visitar e de forma mais educada possível. Assim seus comentários serão aceitos com certeza.

Abs,

André Moreira
Editor Vertigo Pop

liana disse...

Nossa Octavio, agora virei sua fã mesmo!! Adorei sua resposta! Fiquei curiosa para ver o filme, depois eu venho aqui e digo minha opinião.
Bjinho!

Bondgirlpatthy 007 disse...

Primeiro falarei brevemente do filme. Achei um pouco forte, tem coisas mto pesadas, desnecessárias. E olha q só vi o trailler, não suporto ver filmes assim. É a velha equação: aplausos da crítica = rejeição do gde público. Agora quero defender meus amigos André Moreira e Octávio Caruso. Pessoas sem cultura não podem ter acesso a um blog de cultura. Fico passada c/ tamaho despreparo desse cara q nem merece q eu escreva o nome dele. Às vezes não concordamos não é meninos? Mas qdo não concordo procuro argumentos p/ debater de maneira civilizada pois não sou ignorante como certas pessoas. Continuem seu trabalho e não liguem p/ os invejosos. Bjs

Bruno Silveira disse...

KKKK...Nunca pensei ver um barraco desses por causa da falta de educação e de coisas idiotas que esse "cara de Teletubes" escreveu aí...Fabrício,meu filho,procure a tua turma!Retardado é quem perde tempo escrevendo uma idiotice dessas.Quer discordar,tudo bem.
Mas faça isso com classe e MUITO conhecimento...Não é " obivio" que estou certo ?????????

dudu moraes disse...

Assisti o filme hoje e posso dizer com todas as letras: Distrito 9 é medíocre!!! A crítica acerta exatamente no ponto. O roteiro é péssimamente estruturado, mesmo tendo uma ótima idéia inicial. Mas nem sempre ótimas idéias se tornam ótimos filmes. O protagonista, que muitos sites estão celebrando, achei péssimo, com carisma zero.
Do meio pro final o filme fica "inassistível" de tão fraco, com soluções clichês e um final deprimente.
Octavio, pena eu não ter acreditado em você dessa vez e ter ido tirar minha conclusão...perdi dinheiro.
Parabéns novamente...você acertou em cheio!

Wagner disse...

Cara!! Esse filme é uma M...Uns amigos,fãs desse tipo de filme,me encheram o saco e resolvi ir com eles ao cinema.Como diz esse colega aí de cima,no meio do filme,deu tanto "meda" que eu já estava morrendo de sono...Vejo sempre o Blog e não tenho costume de deixar comentários mas desta vez não aguentei o desaforo desse garoto aí.O Octavio ainda falou pouco na sua crítica(pois ele deve ter muita educação!)...Porque esse filme é como eu disse lá no início: É UMA M....!!

rebeca disse...

Distrito 9 é o típico filme sensação de um verão só. Dificilmente será lembrado no futuro. Mais uma prova de como os jovens estão alienados e são manipulados a bel prazer das mídias. Chamar de obra prima é um ultraje e um desrespeito com outras obras clássicas do cinema.
O Vertigo Pop mais uma vez acerta na mosca.

telmo disse...

Fui assistir esse filme com minha esposa neste fim de semana. Posso afirmar que este filme é ruim mesmo!Uma chatice sem fim, uns efeitos fracos e um fiapo de história que não me manteve minha atenção. Bocejei umas 5 vezes.
Minha esposa que gosta mais desse tipo de filme que eu, achou fraco também. A pergunta que faço é: Como esse filme está sendo tão elogiado? quanto os estúdios estão pagando para as mídias chamarem ese filmeco trash de Obra prima???

dudu moraes disse...

Acabei assistindo esse filme, mais por curiosidade, devido a tanta polêmica.Concordo plenamente com sua crítica Octavio. A idéia da história é ótima, mas a execução é patética! Só vai deslumbrar os jovens que não acompanham cinema, que só assistem os filmes da moda.
Parabéns pela coragem!

Top Ad 728x90