Breaking News

TOP FIVE 2009: OS MELHORES FILMES DO ANO



Fato: 2009 foi o pior ano da década para o cinema. Após passar horas tentando escolher os usuais 10 melhores do ano sem muito sucesso, decidi me ater a uma lista menor, porém bastante sincera, um Top 5 que representa o declínio criativo dos diretores e produtores. Outro grande problema que enfrentei foi perceber que ótimos filmes que poderiam entrar na lista foram lançados por aqui nesse ano, porém haviam sido feitos (e alguns até concorreram a prêmios) no ano passado. Assim como o ótimo filme sueco “Deixa ela Entrar” que foi feito em 2008, porém só foi lançado nos cinemas brasileiros recentemente.

Bom, vamos à lista:


5 – Star Trek ( J.J. Abrams)

Como pegar um conceito já tão conhecido como Star Trek e torná-lo novamente atrativo a um público moderno, sem cometer o erro de descaracterizá-lo, como Spielberg fez com Indiana Jones? J.J Abrams chamou Leonard Nimoy e trouxe de volta os personagens que tornaram Star Trek um fenômeno mundial na década de 60. Resultado: Um enorme sucesso popular entre o público jovem e o respeito dos que acompanharam os primeiros vôos da Enterprise ainda no auge do “Flower Power”.

Já está em pré-produção uma continuação, que possivelmente contará com a presença do clássico vilão Khan, imortalizado pelo saudoso Ricardo Montalban. Alguém duvida que será um sucesso?


4 – Watchmen ( Zack Snyder)

A obra de Alan Moore é até o presente momento a única saga em quadrinhos a receber um prêmio Hugo, voltado para literatura mais tradicional. Sua história além de

complexa e densa em suas idéias, mostrava-se impossível de ser traduzida para a linguagem da Sétima Arte. Zack Snyder arriscou-se e praticamente traduziu em cenas os quadros desenhados por Dave Gibbons na década de 80, conseguindo ainda criar um novo final, que muitos críticos consideram melhor que o original dos quadrinhos. Recordo-me de muitos adolescentes saindo da sessão de Watchmen e reclamando, dizendo que não haviam entendido nada, ao que um colega del

es gargalhando disse: “Pô cara, filme de super herói bom mesmo é o do Homem Aranha!”...não pude conter o sorriso ao ver que as idéias de Alan Moore continuam bastante à frente de seu tempo. Esses adolescentes provavelmente irão eleger Watchmen uma das melhores adaptações de quadrinhos para o cinema daqui a alguns anos.


3- Avatar (James Cameron)

Para o horror dos críticos chatos e empedernidos, James Cameron conseguiu mais uma vez! Sabe aqueles sonhos maravilhosos, quase lúcidos, onde você se vê podendo voar e sabendo se tratar de um sonho, aproveita para dar rasantes e acorda com um sorriso no rosto? É mais ou menos essa sensação que tive ao me deparar com o fantá

stico roteiro escrito por Cameron. No filme, por meio da ciência evoluída do futuro, um homem paralítico consegue deitar-se e ao acordar se vê no corpo de um Avatar, um ser humanóide gigantesco e que habita em um planeta fascinante, meticulosamente criado por Cameron e seus técnicos. Nesse planeta, o outrora alquebrado ex-fuzileiro consegue correr e lutar pelos direitos daquele povo. Os efeitos especiais são revolucionários e um passo a frente de qualquer outra produção do gênero. E Cameron ainda consegue incutir entre as 3 horas de produção, noções de crítica social e política, algo que ele poderia muito bem deixar de fora e amparar-se apenas nos incríveis efeitos que, por si só, já levariam uma multidão aos cinemas e aumentariam sua conta bancária ainda mais.


2 – UP ( Pete Docter / Bob Peterson)


A Pixar, como é de costume a algum tempo, consegue criar obras primas que transcendem o reino das animações e deslumbram desde os críticos mais populares até os que endeusam Godard. Com esta linda fábula eles marcaram mais um ponto, trazendo talvez a mais linda introdução da história do cinema de animação, onde por meio da música somos levados a conhecer o casal mais adorável dos últimos tempos, passando por todas as suas aventuras caseiras até o fim de sua relação. Sem medo de evocar temas tristes, a equipe por trás de UP consegue criar artifícios inteligentes para explicar a fala dos cães, quase como que mostrando a maturidade dos estúdios Disney perante um público infantil que já nasce com um mouse de computador nas mãos, muito mais questionador e exigente. A história de amor de Carl Fredericksen e Ellie é dos momentos mais sublimes que o cinema nos deixou como legado nesta década.


1 – Bastardos Inglórios ( Quentin Tarantino)

Quentin Tarantino reescreveu a Segunda Guerra Mundial e fez com que a batalha final se realizasse em uma sala de cinema. Mais perfeito impossível! Por meio da magia do cinema, somos capazes de recriar e melhorar qualquer evento. E Tarantino sabe muito bem utilizar suas referências em prol de uma boa história. Bastardos Inglórios é épico em sua escala, com uma trilha sonora que resgata Ennio Morricone. Sua divisão em episódios demonstra a cultura geral de Tarantino, sendo cada episódio realizado como uma homenagem a algum estilo específico de cinema. A primeira parte nos remete aos faroestes clássicos de John Ford e Howard Hawks, outro capítulo lembra os filmes franceses da Nouvelle Vague e seu final nos traz a lembrança Fritz Lang e seu “Metrópolis”. O cinema de terror e o “gore” mostra-se presente em várias seqüências, com a grande ajuda do diretor especializado no gênero Eli Roth. O filme também possui momentos de puro humor nonsense e diálogos excelentes, uma característica do cinema de Tarantino.

Em suma, ao abraçar o cinema como um todo, em suas mais variadas formas e gêneros, Quentin Tarantino criou uma obra sem par na história da Sétima Arte.


A todos os leitores desejo um Feliz Ano Novo, com esperança de que 2010 seja muito melhor para o cinema do que 2009 foi. Até o ano que vem!


3 comentários

Régis disse...

Ótima lista! Só inverteria as posições de Up e Bastardos inglórios...considero UP o melhor filme do ano!
Muito bacana a parada do sonho e Avatar...você escreve muito bem. Parabéns!

Beth disse...

Nossa! Ainda não vi Avatar!!
Também gostei da sua lista.

Ricardo Amaral disse...

Octavio, ainda não tinha visto essa lista sua! Aquela dos 40 melhores da década no outro site foi fenomenal..
Concordo com suas escolhas, achei Watchmen coisa de outro mundo, o Tarantino arrebentou e o avatar foi uma grata surpresa. Por incrível q pareça, ainda não vi o UP, mas vou ver logo.
Sou fã do seu trabalho! Até mais!