Top Ad 728x90

10 de mar de 2010

MORRE UM GAROTO PERDIDO

Nos deixou hoje mais um jovem astro de 38 anos, eternamente lembrado pelas produções dos anos 80, porém atualmente tendo seu nome vinculado a problemas com as drogas.
O canadense Corey Haim foi um dos mais importantes ídolos teen que o cinema revelou, com uma enorme simpatia e carisma, rivalizado na época apenas por outro Corey, o Feldman. Com o tempo acabaram unindo forças e protagonizando várias produções.
Seu primeiro grande papel foi na adaptação de Stephen King: “Bala de Prata”, como um garoto paralítico que descobre a real identidade do padre local: Um Lobisomem sedento por sangue. Mesmo preso em uma cadeira de rodas, o jovem já demonstrava talento e era difícil desviar os olhos enquanto ele estava em cena, tamanho o magnetismo de sua presença.
O diretor Joel Schumacher percebeu isso e o escalou para o cultuado “Os Garotos Perdidos”, uma obra divertidíssima e que marcou uma geração. Nesse filme ele fez parceria com Corey Feldman e tornaram-se amigos. A química entre os dois transparecia na tela e não demorou muito para que os estúdios começassem a tirar proveito disso.
Dentre as produções que realizaram juntos, a mais interessante foi a comédia “Sem Licença para Dirigir”, exibida à exaustão nas “Sessões da Tarde”.
No set de “Os Garotos Perdidos”, Corey teve seu primeiro contato com as drogas e elas não o largaram mais.
A alguns anos atrás, numa tentativa de ajudar o amigo já no ostracismo, Corey Feldman uniu-se a ele em um programa de TV chamado: “The Two Corey´s”, porém após duas temporadas, Feldman se desligou do projeto devido ao uso incessante de drogas por Haim e por achar que ele não era uma pessoa interessante para estar em convívio com seu filho pequeno e esposa.
Atualmente estava para estrear seu primeiro projeto como protagonista em muitos anos: “American Sunset” e até imagina-se as razões que o levaram a uma possível overdose acidental. O nervosismo por estar de volta, a ansiedade e o medo de receber críticas negativas de seu público, já que suas cenas na continuação de “Os Garotos Perdidos” foram todas cortadas na edição final devido a uma instabilidade criativa, gerada pelo uso constante de drogas.
Como o próprio Feldman disse em nota hoje: “Estou muito triste pela perda de uma linda e atormentada alma. Fui acordado pela manhã por meus irmãos batendo na minha porta, me avisaram da morte de meu irmão Corey Haim. Meus olhos nem estavam abertos quando as lágrimas começaram a escorrer pela minha face. Ele será sempre meu melhor amigo!”
Descanse em paz, Corey Haim e obrigado pelas memórias inesquecíveis que seus filmes deixaram em mim.
Confira aqui um outros astros que nos deixaram cedo.

6 Comentários:

Top Ad 728x90