Top Ad 728x90

30 de abr de 2010

CONFIRA A PRIMEIRA IMAGEM DE THOR

by
Por André Moreira

Finalmente os fãs do Deus do Trovão vão poder matar a curiosidade em torno do filme de Thor. Foi divulgada esta tarde a primeira imagem (ao lado) do filme que está sendo dirigido por Kenneth Branagh e estrelado por Chris Hemsworth (Star Trek). A foto mostra o Poderoso Thor em sua atual aparência nos gibis. Thor faz sua estreia em maio de 2011.

CRÍTICA: HOMEM DE FERRO 2

by
Apesar de divertido em seus diálogos, Homem de Ferro 2 se perde em cenas desnecessárias e sem função para o longa

Por André Moreira

O primeiro Homem de Ferro, filme levava às telas de cinema o personagem homônimo dos quadrinhos Marvel, conseguiu dois grandes feitos. O primeiro foi a bilheteria surpreendente para um longa que arriscava suas fichas em um personagem pouco conhecido do grande público. Diferente de seus similares dos gibis, como Homem-Aranha, Superman, Batman e Mulher-Maravilha, que conseguiram chegar aos olhos e imaginário popular em grande parte do mundo e dispensam apresentações até hoje, o herói de lata poucas vezes deu a cara em outra mídia, sem não nos quadrinhos. O que apesar disso, não o fazia menos desinteressante que os outros. Muito pelo contrário. Por ter um homem sem poderes fantásticos por dentro da armadura, o personagem seria capaz de produzir situações e possibilidades que o fariam mais próximo do público. E Jon Favreau captou isso na primeira aventura com bastante propriedade. Ponto para ele.
O segundo feito foi tirar de vez do ostracismo em que se encontrava Robert Downey Jr. através de um blockbuster, mesmo de aceitação duvidosa e bilheteria incerta, o diretor confiou o papel a Downey Jr., que não decepcionou e fez de Tony Stark, alter ego do herói, um dos melhores personagens vindos dos quadrinhos para o cinema. Ali estava a redenção do ator, que até então vivia o inferno das drogas.
Talvez com a confiança conseguida por estes dois fatores que levaram o primeiro filme ao patamar mais elevado de Hollywood, Favreau tenha se excedido em tentar repetir os elementos que tanto deram certo no primeiro longa do herói. Se a arrogância do protagonista funciona a contento no primeiro, nesta continuação o excesso atrapalha o equilibrio do filme, deixando de lado a ação e privilegiando diálogos que em muitas vezes se fazem desnecessários e sem real função na trama. Sub-tramas que poderiam ser deixadas de lado não favoreceram a dinâmica do filme, que demora a decolar.
O filme não é de todo ruim, pois possuiu tiradas engraçadas - em sua maioria de Downey Jr. -, uma boa direção, cenas de vôo impressionantes e as armaduras estão impressionantes, mas faltou amarrar as pontas soltas. Dando destaque a Tony Stark, Favreau deixou de lado o que o público quer ver. O herói em ação. Ação que demora a acontecer e o que se torna a principal falha do filme.
Mesmo com um elenco de peso - que pouco consegue mostrar - Homem de Ferro 2 precisava de mais fôlego para decolar e alçar vôos mais altos. Vale pela diversão. A aventura, infelizmente, fica para outra ocasião.

Cotação: 8/10

ESTREIA DA SEMANA: TUDO PODE DAR CERTO

by
Por André Moreira

Depois de um longo período sem filmar em Nova York - cidade sempre homenageada na maioria de seus filmes - Woody Allen retorna ao berço de onde produziu suas mais belas histórias para o cinema com Tudo Pode Dar Certo (Whatever Works), que chega aos cinemas nesta sexta, 30.
Seu novo longa conta a história de Boris Yellnikoff (Larry David), sujeito pessimista, preconceituoso e suicida fracassado que de uma hora para outra e por obra do destino se une a Melodie (Evan Rachel Wood), num improvável e hilário casamento onde as diferenças produzem risadas a cada quadro.
Como em todo filme de Woody Allen, o texto é primoroso e os diálogos dos protagonistas e coadjuventes mostram que o diretor não perdeu a mão com o passar do tempo, apesar de nos últimos anos ter mostrado certa irregularidade em seus longas. Os últimos que se destacaram positivamente foram Match Point e o delicioso Vicky Christina Barcelona. Scoop, com Hugh Jackman, fora então sua derrapada entre esses dois trabalhos.
Alicerçado pela ótima atuação do comediante Larry David (criador de Sienfeld), que parece que foi feito para o papel, o longa rende ótimas cenas principalmente quando o personagem desfila sua verborragia irritante e mal humorada. Evan Rachel Wood acompanha com a mesma propriedade o ator e mostra química onde poderia ser improvável. E é impossível não se deliciar com a presença divertida de Patricia Clarkson (Marieta). Como a sogra de Boris, Patricia "brinca" em cena sempre que aparece.
Com Tudo Pode Dar Certo, Woody Allen consegue retormar os trilhos de sua carreira, e espero que em definitivo.

Cotação: 10/10

26 de abr de 2010

DIRETOR DE LONGA DEMITE LINDSAY LOHAN

by

Por André Moreira

A maré de azar da atriz Lindsay Lohan parece não terminar. Depois de um fim de semana onde teve uma briga com seu pai, Lohan agora amarga uma demissão. o diretor de The Other Side, David Michaels, anuncio a demissão da atriz de 23 anos. Segundo o site TMZ - o mesmo que deu o furo sobre a morte de Michael Jackson - o diretor alegou que os investidores do filme estaria receosos de ter a atriz no elenco do filme. Agora Michaels procura uma jovem atriz para substituir Lohan, o que deve acontecer em breve.
Não é de hoje que Lindsay, que não faz um filme desde 2007, é envolvida em problemas dentro e fora dos sets de filmagens. Na época em que dividida a cena com Jane Fonda no longa Poderosa, Lohan causou problemas ao chegar sempre atrasada às filmagens. Além disso, é notório seus problemas com drogas. A atriz já frequentou clínicas de reabilitação diversas vezes para tentar se livrar do vício. The Other side conta com os atores Woody Harrelson, Giovanni Ribisi, Dave Matthews e Alanis Morissette. Falecida no fim de 2009, Brittany Murphy também estaria no elenco.

NOVOS CARTAZES DE HOMEM DE FERRO 2

by
Por André Moreira

Com proximidade da estreia de Homem de Ferro 2 - o filme chega aos cinemas brasileiros nesta sexta, 30 - a campanha de divulgação segue firme. Agora dois novos cartazes promocionais foram divulgados (veja logo abaixo). O primeiro mostra o herói em sua armadura portátil e o outro o vilão Whiplash (Mickey Rourke). O longa é dirigido por Jon Favreau e só estreia no dia 7 de maio nos Estado Unidos, uma semana após fazer sua estreia no Brasil. Robert Downey Jr. mais uma vez vive o personagem. Gwyneth Paltrow (Pepper) e Scarlett Johansson (Viúva Negra) completam o elenco.


25 de abr de 2010

RIDLEY SCOTT CONFIRMA ALIEN EM 3D

by
Por André Moreira

A nova incursão dos Aliens no cinema será em grande estilo. Seguindo a tendência atual do mercado, Ridley Scott anunciou que filmará em 3D não apenas um filme, mas dois da série. Em coletiva de seu novo filme Robin Hood, Ridley comentou que filmará em câmeras mais avançadas, em relação as que James Cameron utilizou em Avatar. E adiantou que o roteiro do primeiro Alien está em seu quarto tratamento.
O longa irá contar a história antes do primeiro filme, Alien- o Oitavo Passageiro, estrelado por Sygorney Weaver, que não deve retornar. Ridley também adiantou que deve colocar uma outra atriz como heroína da história.

DRAGÕES DE VOLTA AO TOPO DAS BILHETERIAS

by
Por André Moreira

Um fim de semana atípico dominou as bilheterias Norte Americanas. Sem grandes estreias, Como Treinar seu Dragão da DreamWorks conseguiu retornar ao topo das bilheterias, mesmo depois de um mês após sua estreia nos cinemas. A história do menino Viking que cria uma forte amizade com um dragão - seres inimigos de seu povo - conseguiu o feito e deixou o novo filme de Jeniffer Lopez para trás em sua estreia, ficando em segundo lugar. A animação fez só neste fim de semana 15 milhões nas bilheterias contra 12 milhões de Plano B (The Backup Plan), estrelado por J-Lo.
A terceira posição ficou com a comédia Uma Noite Fora de Série (Date Night). O filme estrelado por Tina Fey e Steve Carell fez 10,3 milhões neste fim de semana de poucas novidades lá fora. Ao todo a comédia arrecadou nas bilheterias americanas cerca de 73 milhões de dólares.
Outra estreia decepcionou. Os Perdedores (The Losers), trama baseada em uma história em quadrinhos amargou o quarto lugar, totalizando "apenas" 9,6 milhões. O filme conta com Zoe Zaldana (de Avatar) no elenco.
Kick-Ass - Quebrando Tudo perdeu o fôlego e caiu para a quinta posição levando neste fim de semana 9,3 milhões de dólares.

Leia nossa crítica de Como Treinar seu Dragão aqui e Uma Noite Fora de Série aqui

24 de abr de 2010

VAMPIROS COM TEMPO DE VALIDADE

by

Saga Crepúsculo mostra que filmes voltados para o mercado adolescente podem ter vida breve ao longo do tempo

Por André Moreira

Muitos podem torcer o nariz para os filmes da saga Crepúsculo (o novo da saga, Eclipse, chega aos cinemas este ano), mas ninguém pode discordar que a franquia voltada para o público adolescente conseguiu surpreeender nas bilheterias de todo o mundo, mesmo com seu roteiro frouxo e interpretações limitadas de seu elenco por completo. E é claro, subverter a antológica biografia de vampiros e lobisomens, criando figuras caricatas e sem qualquer ligação com os tradicionais monstros que povoaram e ainda povoam o imaginário coletivo. Com personagens sem um pingo de profundidade e carisma, a saga conseguiu o feito de chamar a atenção de público e mídia e criar novos ídolos teens (Robert Pattinson, Kristen Stewart e Taylor Lautner) e hoje parece ter desbancado outra forte, e já cansada, franquia, Harry Potter, no coração das adolescentes e nerds, apesar de essa ter mais qualidades em relação a seus concorrentes vampíricos. Resta saber até quando irá durar.
É fato que os adolescentes por si só são um público não muito fiel aos seus ídolos, o que pode ser comprovado por High Scool Musical, que hoje pouco causa comoção e antes era um dos carros-chefe da Disney, gerando inclusive um "filhote" brasileiro que não chegou muito longe nas bilheterias.
Um produto de pouca duração e de rápido consumo, filmes como os da Saga Crepúsculo tendem a cair no esquecimento. Se antes filmes voltados para esse público ainda estão na memória de muita gente (como Curtindo a Vida Adoidado, por exemplo), amanhã não se poderá dizer o mesmo de Bella, Edward, Jacob e cia. Mesmo uma bilheteria vultuosa não pode esconder os defeitos e limitações de uma obra cinematográfica, mas podem sim enterrar de vez um filme na memória mais profunda do público com o passar dos anos. Crepúsculo e seus personagens não fogem à regra.
Confira logo abaixo o trailer do novo filme da Saga Crepúsculo, Eclipse.

22 de abr de 2010

ESPECIAL VERTIGO POP 2 ANOS: DOSSIÊ TIM BURTON

by

Cineasta de estilo único, Tim Burton coleciona obras-primas que dividem opiniões

Por Octavio Caruso

Tim Burton é um caso raro em Hollywood. Um homem que dança em seu próprio ritmo, criando o terreno fértil por onde suas idéias possam caminhar sem amarras, livre de convenções e precauções típicas dos produtores da fábrica dos sonhos.

Quando jovem possuía poucos amigos, era tímido e passava a maior parte de seu tempo assistindo a filmes de terror de baixo orçamento, como os dirigidos por Ed Wood (o qual iria homenagear posteriormente) e lendo as obras sombrias de Edgar Allan Poe. Enquanto os outros jovens tinham como ídolos os astros do rock, o herói de Burton era o ator Vincent Price, símbolo maior do cinema de terror da época, que viria a participar de sua obra prima: “Edward, Mãos de Tesoura”, décadas mais tarde.

Após ganhar uma bolsa de estudos da Disney, foi contratado como animador em seus estúdios. Seu primeiro curta “Vincent” homenageava seu ídolo, enquanto “Frankenweenie”, seu segundo trabalho, lidava com um tema bastante soturno, um jovem que após a morte de seu cão, tenta ressuscitá-lo.

Aparando as arestas criativas, com o suporte tecnológico dos estúdios Disney, Burton conseguiu alcançar equilíbrio entre o gótico e o humor em sua primeira obra prima, ainda na animação: “O Estranho Mundo de Jack”.

Seguiram-se vários convites, inclusive a direção de um episódio da lendária série de TV: “Alfred Hitchcock Presents”. No ano seguinte entregaria o deliciosamente divertido “Os Fantasmas se Divertem” (Bettlejuice – 1988), iniciando sua parceria com o ator e amigo Michael Keaton.

O enorme sucesso popular da obra despertou o interesse dos produtores da Warner, que o convidaram para capitanear a mega produção “Batman”. Pela primeira vez lhe era dado uma verba considerável e um mundo pleno em possibilidades para que ele deixasse fluir sua vocação para o macabro. Com a ajuda de um inspiradíssimo Jack Nicholson como o vilão Coringa, o filme rendeu incríveis somas nas bilheterias, o que garantiu o seu posto na continuação.

Se no primeiro filme, suas idéias expressionistas haviam sido levemente tolhidas pelos produtores, mais interessados nas vendas de “McLanches Felizes”, em “Batman – O Retorno”, Burton desfilou toda sorte de bizarrices, levando os profissionais da Warner ao desespero pela quantidade de cartas recebidas de mães indignadas e preocupadas com o líquido escuro que saía da boca do Pingüim.

Em “Edward, Mãos de Tesoura”, “Peixe Grande” e “Ed Wood”, Tim Burton conseguiu dar vazão a sua criatividade, sem esquecer o lado emocional e lírico. Havia espaço para seus cenários e figurinos advindos do expressionismo alemão, mas eles se relacionavam em pé de igualdade com a inocência e a poesia.

Em suas últimas produções, o diretor parece ter perdido a mágica que ligava esses elementos como uma sinfonia. Os filmes se amparam quase que totalmente nos esforços de seus protagonistas (em especial seu parceiro Johnny Depp) e na criatividade de suas alegorias, esperemos que com seu novo projeto “Alice no País das Maravilhas”, ele consiga novamente resgatar aquele menino sonhador que devorava avidamente a literatura de Edgar Allan Poe e se via contracenando com Vincent Price.





ESTREIA DA SEMANA: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

by


Alice no País das Maravilhas de Tim Burton faz uma viagem pouco lisérgica pelo mundo de Lewis Carrol e fica devendo


Por André Moreira

Um dos mais esperados filmes da temporada 2010 nos cinemas, Alice no País das Maravilhas chega às telas brasileiras nesta sexta, 23, como um clássico de Tim Burton, seja bela expressiva bilheteria alcançada em terras gringas, seja pelos bem recriados personagens que desfilam nas duas horas de projeção. Burton sempre se destacou pela estética dark em seus filmes, buscando colocar em cada trabalho seu sua visão sobre personagens imortalizados no imaginário do público por anos. Foi assim com Batman e a Fantástica Fábrica de Chocolate. E em Alice ele não foge à regra.
Mas apesar disso, faltou ao diretor aprofundar os personagens e viajar na "onda" lisérgica que Lewis Carrol se propôs ao criar o universo da personagem. Se limitando a definir o filme palatável para o perfil Disney, o diretor entrega uma obra correta e transforma a nova jornada de Alice - uma jornada de conhecimento, na verdade - em uma história fácil se acompanhar. Mas apenas isso.
Burton comete outros erros que transformam seu filme em um longa irregular. Primeiro pela escolha de sua Alice. A atriz Mia Wasikowska (The Kids are All Rigth) faz a protagonista mais enssossa do cinema e não empresta nenhuma emoção sequer à personagem. E isso fica evidente quando divide a tela com Johnny Depp (Chapeleiro Maluco), esse o verdadeiro protagonista. Com a fraca protagonista, Depp toma seu lugar em vários momentos deixando o filme um pouco sem personalidade. Afinal, quem é a Alice da história? Depp é o ator favorito de Burton, mas precisava escalar uma atriz com mais peso dramático para dividir a tela com o ator. Apostaria em Dakota Fanning, atriz com mais bagagem na tela grande. Escolhendo a suposta doçura no olhar de Mia , Burton apresenta apenas uma personagem apática e sem o mínimo de carisma. Na realização, Burton sempre costuma ficar devendo nas cenas de ação e em Alice isso fica evidente. Se na concepção visual dos personagens o diretor se destaca, nas cenas de ação fica devendo.
Aliás, Depp precisa fazer mais personagens menos afetados em seus próximos longas. Se insistir em nesse caminho corre o risco de ficar marcado com certeza.
No filme, Alice, agora mais velha, retorna ao Mundo das Maravilhas sem se lembrar que jé esteve lá. Mesmo a contragosto, terá que ajudar seus antigos amigos a destronar a malvada Rainha de Copas, que usurpou o poder da Rainha Branca (Anne Hathaway, aqui em uma interpretação propositalmente afetada, mas nem por isso estranha).
O grande acerto mesmo fica para Helena Bonham Carter com sua Rainha de Copas. Brilhante em cena, é a única que consegue ofuscar Depp e sua interpretação está na medida da loucura que a personagem precisa. Ponto para a esposa do Diretor. Entre os personagens criados via computação gráfica, a  enigmática Lagarta, mestre de Alice em sua jornada e o charmoso Gato Risonho se destacam principalmente pelos atores que personificam suas vozes, Alan Rickman (Lagarta) e Stephen Fry (o Gato Risonho).


Alice no País das Maravilhas não é o grande filme de Burton como muitos esperavam, pois faltou fazer o público viajar de fato nessa jornada de conhecimento de Alice.

Cotação: 8/10



ESTREIA DA SEMANA: SONHOS ROUBADOS

by
Sandra Werneck tem direção certeira em seu novo longa Sonhos Roubados

Por André Moreira

Desde seu ótimo documentário Meninas, onde abordava as questões da gravidez na adolescência, Sandra Werneck vem desenvolvendo um certo apego com temas que envolvem adolescentes e seus questionamentos. Agora esse relação com a realidade nua e crua de meninas que vivem em comunidades carentes se torna ainda mais forte através de seu novo longa que estreia nesta sexta-feira, 23, Sonhos Roubados, adaptação do livro As Meninas da Esquina.
Se no livro as histórias se dividem ente seis meninas, em seu filme Sandra optou por tornar esse universo mais coeso reduzindo as protagonistas em três personagens apenas, além de criar uma amizade entre elas, ausente do livro. Uma ótima opção que torna o filme mais dinâmico, menos cansativo e faz com que o telespectador acompanhe as histórias sem perder o foco nos problemas apresentados, se envolvendo e, porque não, se identificando com cada situação apresentada. Não espere ver em Sonhos tiroteios e perseguisões policias, tão comuns em filmes ambientados em favelas. Sandra foge desse clichê e com razão. Se seguisse esse caminho, seria mais um filme como tantos outros e não mostraria outros aspectos de uma comunidade tão estigmatizada.
Protagonizado por três jovens atrizes (Nanda Costa, Kika Farias e Amanda Diniz), a diretora faz outro acerto ao escalar como coadjuvantes atores com mais experiência (Marieta Severo, Daniel Dantas, Ângelo Antonio)  dando assim maior suporte cênico ao filme. Entre as meninas, Nanda Costa se destaca e domina a tela sempre que aparece. Kika mostra-se uma atriz promissora e com possibilidades. E Amanda empresta ao seu personagem sua doçura de menina, sem comprometer o resultado final.
O filme narra as histórias de Daiane, Sabrina e Jéssica. Daiane (Amanda Diniz), que tem adoração pelo pai, mas mora com o tio e é vítima de abuso sexual por parte dele. O sonho da garota é comemorar 15 anos como as adolescentes de classe média. Sabrina (Kika Farias) se apaixona por um bandido e fica grávida dele. Jéssica (Nanda Costa) perde a guarda da filha, mora com o avô e faz o impossível para recuperar o direito de conviver com a criança.
Longe da direção de um longa desde o vitorioso Cazuza - O Tempo Não Pára, Sandra faz um ótimo retorno e mostra que independente do cenário, os problemas apresentados em seu Sonhos Roubados podem surgir sob qualquer lugar ou situação.

Cotação: 9/10


21 de abr de 2010

GLOBO PROCURA NOVA CAMPANHA PARA SEUS 45 ANOS

by

Por André Moreira

Com o cancelamento da exibição de sua campanha de aniversário de 45 anos, setores da Rede Globo começam a pensar em caráter de urgência em outra para substituí-la. Segundo o colunista Daniel Castro do portal R7, a cúpula da emissora carioca ainda não decidiu qual campanha deverá substituir a antiga.
De acordo com coordenadores da campanha de Dilma Roussef, a peça publicitária da emissora fazia alusão ao também  pré-candidato à Presidência da República José Serra. No texto do anúncio cantado pelo elenco global se dizia “Todos queremos mais. Educação, saúde e, claro, amor e paz. Brasil? Muito mais”, o que para os Petitas lembraria diretamente o slogan de Serra: "O Brasil Pode Mais".
A Rede Globo preferiu retirar a peça publicitária do ar para não ser acusada de ser tendenciosa. Em nota, a mesma informou que o comercial comemorativo aos 45 anos da emissora havia sido produzida em novembro do ano passado, bem antes do pré-candidato José Serra definir o slogan de sua campanha.

15 de abr de 2010

PRIMEIRO CARTAZ DE APRENDIZ DE FEITICEIRO DIVULGADO

by
Por André Moreira

O novo filme de Nicolas Cage, Aprendiz de Feiticeiro (The Sorcerer's Apprentice), ganhou seu primeiro pôster (ao lado). Na trama, o feiticeiro interpretado por Cage procura um aprendiz para substituí-lo. no elenco estão ainda Alfred Molina (Homem-Aranha 2) e Teresa Palmer. Jon Turteltaub dirige o filme que estreia no dia 06 de agosto no Brasil.

MAIS UMA ATRIZ NO ELENCO DE PIRATAS DO CARIBE 4

by


Por André Moreira

Piratas do Caribe 4, com estreia prevista para 20 de maio de 2011, ganhou mais uma atriz. Depois de Penélope Cruz acertar sua participação, agora a atriz francesa Astrid Bergès-Frisbey (foto acima) entra para o elenco e viverá uma sereia na nova aventura da franquia. Além de Astrid e Penélope, ainda estão no longa Johnny Depp reprisando seu personagem Jack Sparrow, Geoffrey Rush (Barbossa), Ian McShane (Barba Negra), Stephen Graham, Clafin e Max Irons.
Mais conhecida por suas atuações no teatro e cinema na França, Piratas será o primeiro trabalho de maior expressão de Astrid. Rob Marshall (Chicago) começa a dirigir Pirates of the Caribbean: On Stranger Tides em junho no Havaí.

13 de abr de 2010

JOSS WENDON QUASE CONFIRMADO PARA ''OS VINGADORES"

by
Por André Moreira

Cada vez mais os boatos em torno de Joss Whendon (Buffy - A Caça-Vampiros) vir a dirigir um filme dos Vingadores (The Avengers) no cinema vem se tornando frequentes, o que agora pode vir a se concretizar em breve.
Vários sites gringos vem dando como certa a contratação do roteirista e diretor para a adaptação dos quadrinhos do super-grupo da Marvel Comics. De acordo com o DeadLine, por exemplo, a Marvel estaria em vias de contratar Whendon.
O que se sabe até agora, de acordo com os boatos que pipocam, é que o longa traria uma história de origem e possívelmente Robert Downey Jr (Homem de Ferro), Chris Evans (confirmado recentemente no papel do Capitão América no longa solo do super soldado) e Samuel L. Jackson (Nicky Fury) podem estar envolvidos no projeto. No cronograma oficial até agora, a estreia de The Avengers está marcada para maio de 2012.

12 de abr de 2010

UNIFORME DO LANTERNA VERDE SERÁ PRODUZIDO EM CGI

by
Por André Moreira

O filme do Lanterna Verde Hall Jordan, personagem dos quadrinhos Dc Comics (casa de Superman, Batman e cia.), continua com suas filmagens envoltas em mistérios, mas aos poucos algumas notícias e boatos, surgem em torno da produção. A última dá conta de que o uniforme do herói que será vivido nas telas de cinema pelo ator Ryan Reynolds está sendo produzido via CGI e não nos moldes tradicionais. Segundo o site slashfilms , o ator vem fazendo suas cenas com uma espécie de macacão cinza com pontos brancos para inserir na pós-produção o uniforme do Lanterna. Seria a mesma técnica empregada para produzir o personagem Dr. Manhattan em Watchmen.
De acordo com o site, dentro do conceito do filme, o uniforme seria uma extensão do poder do anel do Lanterna, capaz de reproduzir qualquer coisa com a força de vontade de seu dono. Parece que os fãs vão ter que aguardar que o filme chegas às telas de cinema para ver o resultado final. Ou, quem sabe, através de trailers e fotos promocionais.

10 de abr de 2010

RIO SOLIDÁRIO

by

Por André Moreira
Crédito foto/ Carlos Ivan - O Globo

Amigos internautas,

Nossos irmãos de Niterói passam por uma situação complicada desde as chuvas que castigaram o Rio de Janeiro, e que infelizmente continuam a castigar, causando deslizamentos de terra e fazendo vítimas fatais, desabrigados e muitos feridos. Por isso venho usar esse espaço para pedir ajuda aos internautas para que ajudem os necessitados. Estou disponibilizando abaixo o endereço e conta bancária para quem quer e puder ajudar. A Viva Rio está fazendo a coleta de donativos em sua sede.

Viva Rio
Rua do Russel, nº 76, Glória (em frente à saída da estação do metrô).
Os horários de atendimento: De segunda a sexta-feira, entre 9h e 21h; e aos sábados, das 9h às 16h.

Conta bancária para quem puder doar alguma quantia:

Banco do Brasil
Ag.: 1769-8
C/c.: 411396-9
Viva Rio
CNPJ: 00343941/0001-28

Vamos ajudar a quem precisa.

9 de abr de 2010

FOFOCA BOA

by
Fofoca sempre foi mais interessante quando era sobre o vizinho. E nos tempos de hoje mais ainda. Não se tem produto mais "interessante" para ser consumido pelo grande público do que um bom texto ou imagem sobre alguém. Mais ainda se esse alguém for uma celebridade.
Fruto desse mundo famoso e cheio de um pretenso glamour, Miguel Falabella resolveu virar sua escrita para o outro lado desse reflexo e criou seu mais novo seriado, A vida Alheia, que fez sua estreia nesta quinta com cara de folhetim resumido.
Resumido como uma revista de fofocas, o seriado reproduz, ou tenta reproduzir, o ambiente ferino da imprensa marrom, sem dó nem piedade. Tudo comandado por uma afiada Claudia Gimenez que com sua Alberta Peçanha, ou melhor, Peçonha para os menos íntimos, brilhou na estreia mostrando que seu humor também pode ser caustico e irônico, longe do usual farsesco presente em seus trabalhos anteriores, assim como os de Falabella. É a oportunidade de a atriz mostrar na televisão que é polivalente, capaz de maiores vôos cênica.
Alíás, Miguel parece ter procurado fugir das inevitáveis comparações com seu último trabalho, Toma Lá Dá Cá, esse sim mais popularesco e que definia até então seu texto. Texto esse, aliás, que estava da forma que o autor costuma criar. Como ele mesmo disse uma certa vez: Meu texto é para ser ouvido. Tem que se prestar atenção. E é verdade, Miguel, apesar de criar situações sureais de um neo-Almodóvar em seus trabalhos anteriores em parceria com Maria Carmen Barbosa, sempre imprimiu bons diálogos para seus personagens, principal emente nas poucas novelas que produziu. Mas parece que A Vida Alheia, pelo seu primeiro episódio, virá com as arestas aparadas. Saem as situações surreais, entram situações comuns de um bom folhetim. Mas se irá agradar ao grande público herdado de A Grande Família, só o tempo dirá.

Com uma Marília Pêra inspirada e fazendo uma ótima dobradinha com Claudia, o primeiro episódio do programa se tornou imperdível e deixou na boca o gosto de quero mais. O ponto fraco fica para Danielle Winits, que mais uma vez não consegue se distanciar de sua persona sexy, mesmo fazendo uma jornalista. Vamos ver se com o tempo ela consegue "achar" o tom certo. Por enquanto ficou devendo.
Mesmo não mostrando todo seu potencial, A Vida Alheia ainda tem muito para apresentar ao telespectador, seja em conteúdo, seja em atuações. Conhecendo o mundo das celebridades, matéria-prima não vai faltar.

8 de abr de 2010

QUÍMICA FORA DE SÉRIE, ROTEIRO NEM TANTO

by

Construir uma comédia com todos, ou quase todos, os elementos que levem o público a dar risadas não é uma tarefa fácil. E encontrar atores que se encaixem dentro das situações propostas pelo roteiro ainda mais.
Uma Noite Fora de Série (Date Night), filme que estreia nesta sexta, 09, consegue, pelo menos, unir uma dupla que desfila carisma e muita química em cena. Steve Carell (Agente 86) e Tina Fey (Saturday Night Live) estrelam a comédia dirigida por Shawn Levy (A Pantera Cor-de-Rosa) e conseguem conferir ao filme um nível que ao qual o diretor não estava acostumado em seus filmes anteriores. Apesar de ter melhorado na realização com Uma Noite no Museu, o diretor ainda precisa gastar muito rolo de filme para conseguir o "padrão" Mel Brooks de qualidade.
A dupla vive um casal (Claire e Phil) em uma monótona vida de casado. Quando numa determinada noite decidem quebrar a mesmice do dia a dia, acabam se envolvendo em uma enrascada quando são confundidos com bandidos. A partir daí muitas confusões se sucedem e o casal precisa se virar para fugir dos bandidos e provar que não são quem parecem ser.
Se o roteiro é batido, as atuações são o diferencial. Steve Carell está ótimo e foge das caras e bocas comuns à muitos atores que trafegam na comédia - Jim Carrey que o diga - e coloca o tempo certo em seu personagem. Tina Fey domina cada cena que aparece, com destaque para a que os dois dividem com Mark Wahlberg, aqui em participação especial. Tina é atriz que trabalha a comédia com sutilezas, coisa que poucas atrizes comediantes conseguem nos dias de hoje. Com certeza Fey lidera a safra de atrizes de comédia de sua geração e merece aparecer em produções que saibam utilizar seu time de humor na medida certa.

Talvez Uma Noite Fora de Série não sobreviva ao tempo para ser lembrada como uma das melhores comédias do cinema de todos os tempos, mas para o momento consegue fazer rir e isso por si só já é fora de série.

Cotação: 7,5/ 10,0



6 de abr de 2010

RETORNO AO UNIVERSO DO CAVALEIRO DAS TREVAS

by
Por André Moreira

Frank Miller retornar ao universo de Batman. Depois de atrasar em mais de 1 ano a edição de Grandes Astros: Batman e Robin (All-Star Batman and Robin, the Boy Wonder), o roteirista desenvolve um novo projeto para o Homem-Morcego ao lado novamente de Jim Lee (X-Men, WildCats). Durante a WonderCon em São Francisco, a DC Comics anunciou o novo projeto da dupla, Dark Knight: Boy Wonder (Cavaleiro das Trevas: Garoto Prodígio) para fevereiro de 2011 - mais um longo período de espera - além de destacar que a trama irá se desenrolar no caótico universo conhecido na antológica série Cavaleiro das Trevas. E pelo título, Robin (Dick Grayson) será o protagonista. Veja duas prévias da série logo abaixo.

ESTREIA DE RITA CADILLAC ADIADA

by

Por André Moreira

Programado para estrear nesta sexta, 09, Rita Cadillac - A Lady do Povo teve sua estreia adiada para o dia 16. O motivo, segundo a assessoria de imprensa da produção, seria a falta de salas para exibição no Rio e São Paulo. O documentário conta a vida e trajetória da ex-chacrete Rita Cadillac.

5 de abr de 2010

ENXURRADA DE FOTOS DE HOMEM DE FERRO 2

by
Por André Moreira


Parece que Jon Favreau quer mesmo criar expectativa em torno de Homem de Ferro 2 e vem deixando os fãs do personagem- e até mesmo os não muito fãs - com água na boca. Depois das fotos anteriores, posters, trailers e TV Spot, agora mais fotos da produção foram divulgadas. Confira a galeria logo abaixo. Homem de Ferro 2 chega aos cinemas brasileiros no dia 30 de abril.


CHICO XAVIER SUPERA SE EU FOSSE VOCÊ

by
Por André Moreira

Chico Xavier- O Filme, sobre a vida do maior médium brasileiro, chegou com o pé direito as bilheterias brasileiras. O filme fez uma ótima estréia e tirou o posto de Se Eu Fosse Você como uma das maiores aberturas de bilheterias do cinema brasileiro nso últimos tempos. Também dirigido por Daniel Filho, assim como Se Eu Fosse Você, "Chico Xavier" levou cerca de 593 mil espectadores aos cinemas. Na ocasião de sua estreia em 2006, a comédia protagonizada por Tony Ramos e Glória Pires levou 560 mil espectadores as salas de cinema. Se o boca a boca for bom, o longa protagonizado por Nelson Xavier e Ângelo Antonio deve fazer uma ótima carreira no cinema.

4 de abr de 2010

DEUSES NO TOPO DAS BILHETERIAS

by
Por André Moreira

Saem os Dragões e entram os Deuses. Fúria de Titãs (Clash Of the Titans) tirou a animação da DreamWorks Como Treinar seu Dragão do topo das bilheterias americanas neste fim de semana. O filme dirigido por Louis Leterrier faturou 61,4 milhões de dólares - uma ótima abertura para um fim de semana - e faturou o primeiro lugar. Outra estreia, Why Did I Get Married Too, dirigido por Terry Perry, conseguiu o segundo lugar com 30,2 milhões de dólares, jogando os dragões para a terceira posição. A animação fez 29,2 milhões. The Last Song de Miley Cyrus ficou com a quarta posição com seus 16,2 milhões. E Alice no País das Maravilhas de Tim Burton fez 8,26 milhões, ficando com o quinto lugar. O filme de Burton já faturou 300 milhões nas americanas.

3 de abr de 2010

CAPITÃO AMÉRICA CONTRATA SEU BUCKY

by
Por André Moreira

Depois de confirmar Chris Evans para o papel de Capitão América no filme solo do personagem nos cinemas, agora foi confirmada a contratação do ator que viverá o parceiro do herói da segunda guerra. Sebastian Stan (Gossip Girl), que antes estava cotado para viver o Capitão, conquistou o papel de Bucky, parceiro do vingador dado como morto nos quadrinhos e que retornou recentemente com outra identidade. Atualmente é o personagem que personifica o Capitão América nos gibis da Marvel depois da morte de Steve Rogers, alter-ego do herói. A atriz Emily Blunt (O Lobisomem) recusou o papel de Peggy Carter no filme. A atriz chegou a ser cotada ao papel de Viúva Negra em Homem de Ferro 2, mas a personagem ficou com Scarlett Johansson.

1 de abr de 2010

EX-BBB`S INVADEM TV XUXA

by

Por André Moreira
Fotos divulgação/ Tv Globo/ Thiago Prado Neri

Parece que todas as rivalidades que surgem na casa do Big Brother Brasil ficam lá dentro. Depois de brigarem como cão e gato e criarem várias polêmicas entre torcidas do lado de fora, Marcelo Dourado (vencedor desta edição do programa) e Dicésar foram juntos ao projac na tarde desta quinta para participar de um dos quadros do Tv Xuxa. Além dos dois, Maroca e Cadu também passaram por lá. A paz e amor foi tanta que Dourado  até imitou os trejeitos de Dicésar. O encontro vai ao ar no dia 10 de abril.

MEL LISBOA ASSINA COM RECORD

by
Por André Moreira

Sub-aproveitada pela Rede Globo nos últimos anos, onde mantinha contrato até ontem, Mel Lisboa assinou hoje com a Record. Segundo o colunista Daniel Castro, a atriz já vinha mantendo negociações com a emissora do bispo Macedo desde o ano passado e era desejo da mesma que ela participasse de Ribeirão do Tempo, nova novela de Marcílio Moraes, mas o contrato com a emissora carioca impediu sua participação.
Mel Liboa é mais uma atriz que passou pelos estúdios da Globo que se transfere para a Record. Atriz teve seu melhor momento - e único - quando protagonizou a minissérie Presença de Anita de Manoel Carlos. Depois disso fez apenas pequenos papéis em novelas da casa. Seu último trabalho na Globo foi na extinta série Casos e Acasos. Mel ainda não tem trabalho definido na Record.

HERÓIS E VILÕES RESSUSCITAM NA DC

by
Por André Moreira

Parece que a onda que ressurreições que sempre atingiu a Marvel Comics (leia-se os personagens Fênix, Colossus e outros tantos X-Men, Warlock e recentemente Capitão América, só para citar alguns) agora chega com força à sua concorrente DC Comics. Para fechar com chave de ouro uma de suas mais bem sucedidas sagas dos últimos tempos, Blackest Nigth, mini que permeou as séries dos Lanternas Verdes e outras publicações da editora durante o último ano e que agora chega ao fim nos Estados Unidos, alguns heróis e vilões retornarão da tumba, por assim dizer. Segue Spoiler abaixo. Não leia se não quiser saber.

"Na última batalha dos Lanternas Verdes contra o vilão Nekron, causador da crise, os Guardiões Esmeralda se transformam em Lanternas Brancos ao se utilizarem do poder da "Entidade". Após acabarem com o vilão,  como resultado heróis e vilões conhecidos e falecidos algum tempo, retornam à vida. São eles Aquaman, Ajax (O Caçador de Marte), Maxwell Lord, Flash Reverso, Rapina (de Rapina e Columba), Jade, Capitão Bumerangue, Nuclear (seu antigo alter ego, Ron RaBrightest Dayymond), Gavião Negro (morto no início de Blackest Night), Mulher-Gavião (a antiga, Shyera Hall), Osíris (de 52) e Desafiador (Boston Brand)".

O fim da saga abre precedente para a próxima nos títulos dos Lanternas Verdes, Brightest Day. O que será que a editora reserva para estes personagens ressuscitados?

Top Ad 728x90