Top Ad 728x90

30 de jul de 2011

TOM HARDY SURGE NOS BASTIDORES DE BATMAN: THE DARK NIGHT RISES

by

Por André Moreira

As filmagens de Batman: The Dark Night Rises, a terceira aventura do Homem-Morcego sob a batuta de Chris Nolan, segue firme em Pittsburgh, Estado Unidos. E o site Just Jared publicou fotos de Tom Hardy, que viverá Bane, no set de filmagem neste sábado, 30.
Hardy estava em cima de um carro enquanto aguardava um dublê fazer suas cenas mais perigosas. The Dark Night Rises estreia em julho de 2012 e ainda tem no elenco Christian Bale mais uma vez na pele de Batman/Bruce Wayne, Marion Cottilard, Joseph Gordon- Levitt, Anne Hathaway, Michael Kane e Morgan Freeman. Dá uma olhada nas fotos aí em cima e abaixo:




29 de jul de 2011

FILME DOS VINGADORES TEM SUAS PRIMEIRAS IMAGENS LIBERADAS

by
Por André Moreira

Um teaser trailer do filme dos Vingadores (Avengers), equipe que reunirá os principais heróis da Marvel no cinema, foi liberado na noite de quinta feira. Nas imagens abaixo você pode conferir o visual dos personagens, com destaque para os novos uniformes do Capitão América (Chris Evans) e Thor (Chris Hemsworth), bem diferente do mostrado no filme solo dos dois personagens, remetendo aos clássicos dos quadrinhos. Nas imagens também estão Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Jeremy Renner (Gavião Arqueiro), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk). Confira:













27 de jul de 2011

CRÍTICA: CAPITÃO AMÉRICA - O PRIMEIRO VINGADOR

by
Supersoldado dos quadrinhos faz sua estreia nas telas de cinema em filme mediano

Por André Moreira

Adaptar um personagem tão americano para o cinema talvez tenha sido o principal obstáculo do diretor Joe Johnston ao aceitar levar para as telas a história do Capitão América, o mais patriótico dos heróis de quadrinhos, criado em 1941 pelo lendário Jack Kirby e Joe Simon, com suas aventuras publicadas pela primeira vez na revista Captain América Comics #1. Capitão América: O Primeiro Vingador chega às telas com a responsabilidade ainda maior do que seus antecessores advindos dos quadrinhos: Prender a atenção do público fora do território americano sem lhes causar certa antipatia. Uma delicada equação, mas que com um roteiro simples e sem muitas inovações, deve conseguir seu intento. Solução positiva até certo ponto. Agrada em sua simples feitura, mas que deve reduzir seu “prazo de validade” ao longo do tempo. Um roteiro de fácil digestão e feito sob medida para as bilheterias americanas e ao redor do mundo? O tempo dirá.
Ambições comerciais à parte, Capitão América é mais um blockbuster onde o roteiro simplista em nada deve agradar os mais exigentes, que vêem em produções como Batman e Watchmen um sopro de criatividade que vai além das necessidades comerciais e de mercado. Uma ousadia que parece não ter contagiado a Marvel em suas recentes incursões cinematográficas, Vide o recente Thor, por exemplo. Diversão e entretenimento sem muita profundidade seja nos diálogos, seja nas atuações, seja na direção. Prática para as bilheterias, mas nada funcional em se tratando de criar clássicos do gênero.

Em Capitão América: O Primeiro Vingador, como é de praxe nas primeiras incursões de personagens dos quadrinhos, principalmente os não tão conhecidos do grande público (caso de nosso supersoldado em questão), a que se fazer as devidas apresentações e o primeiro momento do filme se mantém nesse sentido, o que lhe confere um ritmo menos dinâmico até sua segunda metade, onde a partir daí o filme realmente engrena. Como um bom blockbuster, o filme segue bem a cartilha de ação. Algumas seqüências de ação são eletrizantes, como a perseguição pelas ruas de Nova York e um tiroteio na base nazista. Efeitos especiais estão bem aproveitados com os atores mostrando vigor na maior parte das seqüências. Chris Evans talvez não seja de fato a melhor opção para viver o herói, que nos quadrinhos tem um perfil mais maduro, mas nas cenas de luta e ação consegue se sair bem na maior parte do tempo, o que diminui e muito os erros cênicos que pudessem surgir. Para o ator talvez tenha sido positivo dividir a cena com atores experientes como Tommy Lee Jones, ator que está divertido e seguro em cena como sempre e aqui não faz por menos. Aliás, esse é um dos acertos de Capitão América, onde a responsabilidade de um ator não tão famoso e talentoso é dividida com atores mais experientes, conferindo ao filme um peso maior, que na verdade não o tem. No outro lado dessa equação está a nota dissonante. Hugo Weaving está canastrão ao extremo com seu Caveira Vermelha. O personagem por si só é difícil e parece ter levado o ator ao erro, carregando nas tintas e levando-o ao exagero.
Correto em sua feitura, porém Capitão América nada de novo acrescenta ao gênero. Um erro? Um acerto? Depende de cada ponto de vista. O que devemos esperar de filmes gerados a partir de adaptações de quadrinhos? Uma cultura pop que para muitos nem de longe pode gerar discussões mais profundas política e culturalmente, mas que se mostrou bastante eloqüente em diversas produções. Watchmen, por exemplo, um dos grandes clássicos dos quadrinhos de todos os tempos e que gerou – embora nem todos concordem – um bom filme a sua altura, é uma das provas disso. Deve se ter cuidado ao adaptar determinadas histórias em quadrinhos para não cair no erro clássico de se achar que tanto esse produto como seu público são descartáveis e de mentalidade rasa. Longe disso, tais produções podem e devem abrir discussões e apresentar novas visões sobre um determinado tema. Quando se fugir dos habituais esquemas de grandes produções onde o público é por diversas vezes subestimado, novos e grandes roteiros serão produzidos.
No caso dos filmes da Marvel Comics, cabe a seus produtores enxergarem além dos fatores comerciais e buscar a ousadia mais presente nos filmes de sua concorrente direta, a DC Comics, que com seus dois últimos Batman (Batman Begins e Batman Dark Nights), elevaram o gênero a outro patamar e que, pelo visto, dificilmente poderá ser alcançado. Falta disposição? Falta coragem? Talvez essa “mudança” de objetivos possa dar longevidade a seus personagens no cinema e evitar que eles venham a cair no esquecimento nos próximos anos.

24 de jul de 2011

VINGADORES GANHAM PÔSTERES CAPRICHADOS

by
Por André Moreira

As filmagens de Os Vingadores, adaptação das histórias em quadrinhos para o cinema que reunirá os principais heróis da Marvel, está em franca produção. E agora foram divulgados pôsteres de cada personagem. Thor, Homem de Ferro, Hulk, Capitão América, Viúva Negra Gavião Arqueiro e Nick Fury são os protagonistas dessas artes coinceituais. Os Vingadores tem estreia prevista para maio de 2012. Robert Downey Jr. Chris Evans, Chris Hemsworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner e Samuel L. Jackson reprisam seus papeis dos filmes solos dos personagens. Mark Ruffallo é a novidade do elenco e assume o papel de Bruce Banner/Hulk. Confira:





BRUXAS NA 4ª TEMPORADA DE TRUE BLOOD

by

Por André Moreira

Se você achava que a terceira temporada de True Blood estava morna prepare-se. O trailer da 4ª temporada foi exibido ontem na Comic-Con de San Diego e pelo previo dá para se ter idéia do que vem por aí. Vampiros e Lobisomens estarão as voltas com um mega Bruxa. O trailer exibido no evento está aí embaixo. Dá só uma olhada:

23 de jul de 2011

AMY WINEHOUSE: O ÚLTIMO ATO

by
Por André Moreira

A morte – para muitos, já anunciada – da cantora Amy Winehouse fecha um triste e melancólico ciclo na vida da artista. Talento incontestável, a cantora de voz poderosa e marcante viu seu talento sucumbir ao mundo das drogas. Mesmo com todo o sucesso, Amy era figura constante nos tablóides sensacionalistas por conta dos escândalos que protagonizava, tendo em muitos deles, seu ex-marido Blake Fielder-Civil como co-protagonista. Sua aparência cada vez mais debilitada pelo consumo indiscriminado de drogas fez com que definhasse aos olhos do mundo, que cada vez mais viam ali uma crônica de uma tragédia anunciada, que infelizmente se confirmou no dia de hoje, quando a cantora e compositora foi encontrada já sem vida em seu apartamento em Londres. Um último e triste ato de uma cantora cujo talento ficou em segundo plano.
Descoberta em 2003 com seu primeiro cd intitulado “Frank”, Winehouse só conquistou a critica e publico em seu segundo trabalho, Back to Black, onde mostrou referências da soul music dos anos 50, bebendo diretamente de sua fonte. Sucesso no mundo todo, o single Rehab, foi o hit absoluto desse trabalho, gerando seis indicações ao Grammy de 2008, dos quais conquistou cinco. Já com problemas com as drogas, a artista teve seu visto americano negado e não pode pisar em solo americano para participar da cerimônia de premiação.
Nos últimos anos a artista ensaiou seu retorno aos estúdios para gravar o substituto de Back to Black, o que se tornou cada vez difícil graças as suas constantes internações, uso de drogas e complicações em sua saúde. Amy chegou a se apresentar no Brasil em um show lacônico e curto, em que cada vez ficava evidente que a artista já não tinha o controle de sua vida, cada vez mais dominada pelas drogas.
Porém, mesmo com todos os escândalos, internações e problemas de saúde que a afastaram dos palcos e estúdios e a impediram de seguir adiante, Amy Winehouse conquistou o que poucos artistas com mesmo tempo de carreira conseguiram. Apresentar um trabalho de qualidade e que deve servir de referência para as próximas gerações. Um talento indiscutível que termina de forma triste.


22 de jul de 2011

HUGH JACKMAN LANÇA NOVO FILME NA COMIC-CON

by
Ator lançou Gigantes de Aço no evento de San Diego

Por André Moreira

O eterno Wolverine Hugh Jackman causou furor em sua passagem pela Comic-Con de San Diego, evento que reúne e celebra as novidades do mundo pop e geek, ao apresentar seu novo filme “Gigantes de Aço” (Real Steel, no original), que estréia nos cinemas no dia 21 de outubro. Jackman conversou com os fãs e ainda arriscou uma partida de vídeo game.

Uma história futurista, Gigantes de Aço é estrelado por Hugh Jackman  que vive Charlie Kenton, um lutador decadente que perdeu sua chance de ganhar um título quando robôs de aço de mais de 900 quilos e mais de dois metros e quarenta de altura entraram no ringue, substituindo os humanos. Shawn Levy dirigi o longa que conta ainda com a ex-Lost Evangeline Lilly no elenco.



20 de jul de 2011

CHICO EM NOVAS ONDAS

by
Foto divulgação/ Mario Canivello
Por André Moreira

Chico Buarque fez uma ótima estreia na internet nesta quarta-feira, 20. O cantor e compositor, ao lado de seu parceiro João Bosco, fez um show exclusivo via internet apresentando novos e antigos sucessos durante 30 minutos. Um pocket show que rendeu uma ótima audiência, gerando cerca de 147 mil acessos, e uma interação entre o músico e seus fãs, uma novidade na carreira de Chico, chegando a ficar nos Trend Topics do Twitter. A transmissão foi realizada ao vivo através do site http://www.chicobastidores.com.br.
O cantor lança em breve pela gravadora Biscoito Fino seu mais novo cd, Chico.

VEJA EM PRIMEIRA MÃO O TRAILER DO NOVO "HOMEM-ARANHA"

by
Por André Moreira

Depois das imagens divulgadas na revista EW, agora finalmente chegou a vez de vermos em imagens o que está por vir no novo filme do Homem-Aranha. Pelas imagens é possível perceber o clima dessa nova incursão do aracnídeo nas telas de cinema, agora tendo o ator Andrew Garfield no papel do herói. Sem mais delongas, veja o vídeo abaixo e enxergue Nova York sob o ponto de vista do Aracnídeo "amigo da vizinhança".



Homem-Aranha estreia nos cinemas no dia 03 de julho de 2012 e ainda conta no elenco com os atores Sally Field (Tia May), Martin Sheen (Tio Ben), Ryhs Ifans (Dr. Connor/ Lagarto) e Emma Stone (Gwen Stacy). Marc Weeb dirige o longa.

KE$HA CONFIRMADA NA NOITE EXTRA DO ROCK IN RIO

by
Cantora Californiana se junta a Steve Wonder, Joss Stone, Janele e Jamiroquai no line up

Por André Moreira


Depois de confirmar o dia extra e suas atrações, a organização do Rock In Rio anunciou mais um artista para reforçar o time de estrelas da disputada noite. A cantora Ke$ha vai marcar presença no Palco Mundo no dia 29 de setembro, se juntando aos já confirmados Steve Wonder, Jamiroquai, Janele Monàe e Josh Stone.

A californiana fará sua estréia em terras brasileiras no festival e promete sacudir a noite tal qual tem feito desde que surgiu no cenário musical, depois de ser backing vocal de artistas como Britney Spears. Tik Tok foi seu primeiro single de sucesso e estourou nas rádios americanas, fazendo seu primeiro cd vender 610 mil cópias na primeira semana de lançamento.

GIFSoup

Figura controversa, Ke$ha chegou a invadir a mansão do cantor Prince na ânsia de ser descoberta e seguir carreira no disputado mercado musical. Depois de várias tentativas frustradas batendo nas portas das gravadoras, a cantora finalmente assinou contrato com a RCA Records, fazendo seu debut em 2009 nas paradas e sucesso.

Os ingressos para a noite extra do Rock In Rio começam a ser vendidos no dia 23 de julho, mas somente pelo site oficial do Rock in Rio (www.rockinrio.com.br).

17 de jul de 2011

NOVÍSSIMAS IMAGENS DO NOVO HOMEM-ARANHA

by

 Por André Moreira

A Fox já começa a preparar o campo para o reinício da franquia do Homem-Aranha e a revista Entertainment Weekly mostrou novas imagens que dão uma prévia do que vem por aí no filme que estreia em 2012 e fará frente a terceira aventura de Batman dirigida por Christopher Nolan nas telas cinema. Andrew Garfield (que se destacou em A Rede Social) será Peter Parker/Homem-Aranha. Sally Field viverá Tia May e Martin Sheen Tio Ben. A boatos de que o vilão da vez será o Lagarto. É esperar para conferir. Veja as fotos abaixo e confira o visual do herói aracnídeo que está bem diferente da versão clássica dos quadrinhos e mistura referências de várias fases do personagem, além de versões alternativas dos quadrinhos (como a do Universo 2099 da editora Marvel).




15 de jul de 2011

FORMATURA EM HOGWARTS

by

Saga de Harry Potter finalmente chega ao fim


Saga do famoso bruxinho chega ao fim com a segunda parte de Harry Potter e as Relíquias da Morte

Por André Moreira

Depois de 10 anos dominando os cinemas e a bilheteria, a saga de Harry Potter e seus amigos chega ao fim com Harry Potter e as Reliquias da Morte - Parte 2. Considerada uma das franquias mais vitoriosas dos últimos tempos, a saga criada pela escritora J.K. Rowlling saiu das livrarias e dominou as salas de cinema do mundo todo, projetando seu protagonista Daniel Radcliff ao status de estrela entre crianças e adolescentes.

Foram vários anos de filmagens, atores e diretores, conseguindo um resultado pouco visto no cinema. Uma história coesa e ao mesmo tempo complexa e de fácil assimilação que misturou atores iniciantes com a experiência de veteranos do calibre de Maggie Smith, Richard Harris (morto após participar dos dois primeiros longas da franquia vivendo Alvo Dumbledore, sendo substituído pelo ator Michael Gambon), Ralph Fiennes, Alan Rickman, Emma Thompson, Kenneth Branagh, entre outros.

O diretor David Yates fecha as aventuras de Harry, Hermione e Ron com chave de ouro. Aliás, foi um dos pontos positivos da saga manter o diretor nos quatro últimos filmes (Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry Potter e o Enigma do Príncipe e as duas partes de Harry Potter e as Relíquias da Morte), mantendo assim a mesma visão e dinamismo no desenvolvimento da trama e condução do elenco. Além, claro, de desenvolver ótimas cenas de ação entremeada com ótimos diálogos.



Outro fator que ajudou a franquia cinematográfica de Harry Potter a repetir o sucesso conquistado nos livros foi o carisma de seus três jovens protagonistas, Daniel Radcliff, Emma Watson e Rupert Grint. Foram eles que deram vida e química a Harry, Hermione e Ron e de quebra cresceram e amadureceram aos nossos olhos. Vai ser difícil para os três se desvencilhar desses personagens, apesar do talento de ambos. Mas isso, só o tempo dirá.

Harry Potter e as Reliquias da Morte - Parte 2 fecha um grande ciclo não só para J.K. Rowling e seus personagens, mas principalmente para o cinema infanto-juvenil, que terá que reaprender a seguir em frente sem essa franquia de extremo sucesso. Quem será o candidato a ocupar a vaga deixada por Harry e seus amigos?



GIFSoup

13 de jul de 2011

CRÍTICA: ESTREIA DE "O ASTRO"

by

Excessos marcam a estreia da nova versão da novela que homenageia os 60 anos de teledramaturgia

Por André Moreira


Um revival ao som dos anos 80 e várias referências ao original de Janete Clair. Assim foi a estréia da nova versão em 60 capítulos de O Astro, novela que foi um dos marcos da teledramaturgia e marcou a carreira de Francisco Cuoco, o primeiro Herculano Quintanilha.

Com uma direção acelerada de Mauro Mendonça Filho, a mini novela – como está sendo chamada – parecia querer apresentar o máximo de personagens em um curto capítulo, o que prejudicou a narrativa de cada um, principalmente seu protagonista, vivido por Rodrigo Lombardi, que apesar de não estar ruim, precisa acertar o tom ao longo dessa curta trama, para não cair no exagero durante as cenas de “misticismo”. Exageros que cabe a direção fazer os acertos.
Do lado dos Hayalla, Daniel Filho também é outro que precisa dar mais ênfase as frustações de seu Salomão. Limitado nos arroubos do personagem, faltou passar o sentimento de impotência diante do filho rebelde, papel antológico que Thiago Fragoso herdou de Tony Ramos na primeira versão. Ainda no núcleo dos Hayalla, Regina Duarte conseguiu brilhar no papel de Clô, mãe dividida entre um casamento fracassado e um filho problemático. Foi bom rever a eterna Namoradinha do Brasil em uma produção inédita e fora das reprises do Canal Viva, onde, aliás, ela reina soberana desde da estréia do canal. Aline Moraes, Carolina Ferraz, Marco Ricca e Humberto Martins (esse um dos destaques da estréia com seu duvidoso Neco) mandaram seu recado e devem conseguir fazer seus personagens evoluírem ao longo desses curtos três meses de exibição. Coube a Francisco Cuoco a maior homenagem da trama, ao retornar para uma participação especial e matar as saudades de quem o assistiu na versão dos anos 70, que se fez presente de forma exaustiva em sua trilha sonora. Não precisava de tanto, já que a história fala por si só.

No mais, a nova versão de O Astro faz uma bela homenagem aos 60 anos de teledramaturgia e a “Maga” das oito Janete Clair.




GIFSoup

Top Ad 728x90