Top Ad 728x90

13 de out de 2011

ESPECIAL FESTIVAL DO RIO: ROCK BRASILIA, ERA DE OURO


Documentário de Vladimir Carvalho revive o surgimento conturbado da Legião Urbana, Plebe Rude e Capital Inicial

Por André Moreira

Muitos podem achar que os anos 80 foram anos perdidos, que muito do que surgiu na música brasileira não era de fato consistente e que não venceria a dura prova do tempo. Em parte aqueles que abominaram a década mais colorida e new wave em terras brasileiras estavam certos, porém nem tudo que se produziu na época era de fato descartável e até hoje mostra sua força. 

Legítimos representantes da era mais produtiva do rock nacional e talvez, a principal força motora que alçou o rock brazuca ao patamar de estrela que tem até hoje na nossa mitologia radiofônica, Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude, bandas advindas de Brasília, celeiro até então conhecido pela política e todas suas mazelas, deram a nova cara da música brasileira, até então dominada pela MPB e canções de viés mais popular. Geradas a partir de uma única e mitológica banda chamada Aborto Elétrico, ambas alcançaram o sucesso de público e crítica no início dos anos 80 dando início ao que seria uma revolução no gosto dos jovens da época. Uma época onde o principal maestro se chamava Renato Russo, morto há 15 anos e até hoje cultuado por toda uma geração coca-cola. Com uma biografia nada convencional, nada melhor do que reviver e descobrir como tudo teve início através de um documentário. 


Rock Brasília, Era de Ouro, doc do diretor Vladimir Carvalho que faz parte da programação do Festival do Rio 2011 e que estréia nacionalmente no dia 21 de outubro, narra justamente esse histórico e emblemático período de surgimento do Aborto Elétrico, sua dissolução e conseqüente surgimento das três bandas mais importantes nesse período.
Vladimir deu início ao documentário no fim dos anos 80, justamente o período em que a Legião Urbana estava em seu momento ascendente, aliás, ali estão imagens valiosas como o depoimento inédito de Renato Russo, assim como dos Paralamas do Sucesso, ainda em seu início de carreira. 

Em termos de feitura o doc segue os mesmos esquemas de tantos outros sem apresentar novidades e seguindo de forma linear para narrar as agruras de Renato e cia até chegar ao sucesso. Entremeado com depoimentos de familiares, amigos e profissionais que tiveram contato com o roqueiros na época, Rock Brasília tem bons momentos, principalmente através dos depoimentos de Phelipe Seabra (Plebe Rude) e do próprio Renato Russo. O ponto negativo do doc está na utilização de atores encenando alguns momentos importantes da história dos personagens. Sendo um documentário tão rico em depoimentos, esse artifício se tornou desnecessário e que pouco contribui para o desenrolar da história. No mais, Rock Brasília, Era de Ouro está no mesmo patamar de Uma Noite em 67, outro bom documentário que narra um período emblemático da história recente da música brasileira. Talvez instintivamente, Vladimir Carvalho tenha criado uma boa homenagem para um período onde o Rock Nacional pela primeira vez mostrou a que veio. Para os amantes do nosso ótimo Rock´n Roll é uma ida ao cinema obrigatória.

0 Comentários:

Top Ad 728x90