Top Ad 728x90

2 de fev de 2012

, ,

OS NOVOS DESAFIOS DE MADONNA

O retorno da Diva
Com Lady Gaga como principal rival, a Rainha do Pop retorna ao cenário musical mais forte do que nunca

Por André Moreira
Fotos/divulgação/madonna.com

Não existe maior desafio para um artista da música do que se manter no topo depois de mais de 20 anos de estrada. Poucos são os que conseguem se manter reinventivos durante tantos anos sem arranhar a carreira ou cair no esquecimento diante de um público ávido por novidades. Público que se renova a cada ano tão rapidamente quanto as novidades tecnológicas do mercado, que brotam diariamente a olhos vistos. Todo artista com tanto tempo de carreira sempre esbarra nessa encruzilhada. E o que fazer para se manter “jovem” artisticamente e prolífico?

Considerada a Rainha do Pop, Madonna se encontra nessa situação nesse momento. Prestes a lançar seu novo álbum, M.D.N.A, a diva que lançou moda e tendências mundo a fora, polemizou com temas relacionados a sexo e religião, agora precisa provar – mesmo que não precise – que ainda tem bala na agulha para enfrentar as “donas” do mercado fonográfico do momento, tendo performática Lady Gaga liderando essa extensa lista que tem ainda Britney Spears (sua discípula?), Rihanna, e Katty Perry na crista dessa nova onda. Isso só para citar algumas.

Gaga talvez seja a única que possa fazer frente à Madonna, já que de todas, ela é a que conseguiu criar algo de novo utilizando-se de várias referências de outras divas do passado como Cher, Kate Bush, Grace Jones e até mesmo a própria Madonna, emulando diversos estilos do pop como o Glam e o Retrô, por exemplo. De todas cantoras que tentam “coexistir” no cenário pop com Madonna, Gaga é a maior rival e a que tem mais chances de se manter de fato no topo.

Concorrência sempre existiu


Não é de hoje que Madonna enfrenta comparações ao seu trabalho. Quando surgiu nos anos 80, por exemplo, Madonna praticamente imperava sozinha no mercado pop, tendo apenas Cindy Lauper em seu caminho (uma comparação sem propósito, já que Cindy tinha uma sonoridade totalmente diferente da de Madonna). Alguns anos depois, nos anos 90, outras “concorrentes” surgiram e Madonna se viu mais uma vez em meio a comparações com cantoras como Paula Abdull e Debbie Gibson, que ensaiaram uma tentativa de ocupar o posto de Maddie, mas sem sucesso. Talvez o azar de ambas tenha sido se lançar em um momento em que Madonna estourava com sucessos como Vogue e Express Yourself, o auge de sua carreira. Hoje Abdull figura como jurada de programas como American Idol e X-Factor (aliás, a ex-cantora e coreógrafa foi demitida do posto essa semana) e Debbie desapareceu depois do estouro de seu primeiro cd. Carreira mais efêmera, impossível.

Como um rolo compressor, Madonna passou por cima de suas concorrentes com trabalhos coesos, divertidos, polêmicos e interessantes e se viu mais uma vez no meio de comparações com o surgimento de Britney Spears no fim dos anos 90. Esperta, a Rainha logo tratou de “abraçar” a neo-diva, fazendo inclusive uma parceria no cd da então princesa do pop. Britney, ao contrário de Abdull e Gibson, ainda está no cenário e conquista cada vez mais fãs, mesmo depois de quase detonar sua carreira entre escândalos, surtos, casamentos e noitadas. À margem disso tudo, Madonna tem conseguido atravessar incólume durante muitas décadas, cuidando de sua carreira com mão de ferro.

Antigos produtores, novos trabalhos



Para produzir M.D.N.A, Madonna se cercou de vários profissionais de sua confiança, como o produtor William Orbit, que assinou com ela o sucesso de Ray of Light de 1998, um de seus melhores trabalhos.
E parece que o retorno de Madonna está surtindo efeito e causando comoção. A cantora tem causado o burburinho que só ela sabe produzir antes do lançamento de seu novo álbum, com entrevistas polêmicas, a divulgação da capa de seu novo cd, a participação esta semana no Super Bowl, uma das maiores audiências da tv americana e o lançamento do primeiro single desse trabalho, “Gimme All Your Luvin”. Aliás, Gimme All Your Luvin tem a participação de M.I.A e Nicki Minaj (do sucesso Superbad). Um dos artifícios de Maddie para se manter moderna e atual em cima de seus 53 anos.
Se M.D.N.A vai “causar” como seus trabalhos anteriores, só vamos poder saber quando o cd chegar às lojas, mas em se tratando de Madonna, não se pode esperar menos do que isso.  

A RAINHA RETORNA AO BRASIL ESTE ANO

Madonna já prepara sua turnê e retorna ao Brasil possivelmente em novembro. A turnê faz parte da divulgação de M.D.N.A e deve passar também por Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile) e Lima (Peru). A última vez que Maddie passou pelo Brasil foi com a turnê Sticky and Sweet há quatro anos. Na ocasião a diva engatou um romance com o modelo brasileiro e então notório desconhecido Jesus Luz. Graças as bênçãos de Madonna, hoje Luz viaja o mundo como Dj cobrando um cachê bem acima da média dos 300 reais que ganhava fazendo míseras e esparsas campanhas publicitárias. Esse é o efeito Madonna. Alguém duvida?

0 Comentários:

Top Ad 728x90