Top Ad 728x90

9 de jan de 2013

, ,

CRÍTICA: "O CANTO DA SEREIA" DE SUELEN

Fotos divulgação TV Globo/ Estevam Avellar

Por André Moreira

Não foi difícil comparar o O Canto da Sereia, minissérie que estreou ontem com 21 pontos no ibope movimentando as redes sociais ao longo de sua exibição, com Avenida Brasil. E elementos não faltaram para que isso acontecesse. Boa parte do elenco da "finada" novela de João Emanuel Carneiro estava presente, como a protagonista Ísis Valverde, Fabíola Nascimento, Camila Morgado e Marcos Caruso. Canto que começou bem, mas poderia ir além se essas comparações não saltassem aos olhos. 


A maior delas habita a figura de Ísis Valverde, que vive a protagonista Sereia. A atriz ainda não conseguiu se libertar de sua fogosa Suelen de Avenida Brasil e acabou emprestando os trejeitos da Maria-Chuteira criada por João Emanuel Carneiro para a musa baiana da trama. Talvez fossem necessários mais alguns meses para que Ísis, uma ótima atriz, pudesse se libertar da periguete do Divino. Muitos atores precisam desse tempo, e Ísis não é exceção. Suelen marcou a atriz assim como sua Rakeli da novela Beleza Pura anos atrás. Mérito da atriz que soube viver ambos personagens, mas que agora precisava de um descanso de imagem para evitar comparações.
No mais a série começou bem graças a já mencionada direção de Villamarim, a fotografia do mestre Walter Carvalho e a boa supervisão de texto de Glória Perez. E o elenco afiado promete boas cenas nos próximos capítulos, mas o destaque da estreia vai para o ator João Miguel. Figura conhecida do cinema e que roubou a cena da Sereia nesse Noir com tempero baiano.

4 Comentários:

Anônimo disse...

Somente espero que essa Mini-série não seja copiada na vida real e que isso possa vir a acontecer no carnaval 2013 de Salvador - Bahia.

Heron Xavier disse...

Não concordo que Suelen ainda esteja permeando a atriz, que vem mandando muito bem na atuação de Sereia.

Ísis se mostra mais madura, tanto em seu tom de voz quando em expressão corporal. Estou gostando bastante da trama e até concordo que os atores necessitam de um descanso entre personagens.

Mas nem de longe Mara é vista como Noêmia e a mãe de santo como Olenka. O xarope do Leleco pode até ser, mas o tamanho dos óculos do governador escondem um pouco do suburbano carioca.

Vejo que tudo passa de uma interpretação e que as pessoas precisam esquecer Avenida Brasil e compará-la com toda nova atração apresentada pela rede globo.

Sds,

Carol disse...

Estou adorando a mini série, acho o elenco muito bem escolhido mas apesar de achar Isis uma boa atriz, não estou gostando muito da atuação dela, de fato tem um "que" de Suélen.

Daniel disse...

Pois ao contrario da crítica, acho que a Ísis deu um show de interpretação, ela surpreendentemente conseguiu deixar uma Suellen fogosa/Maria Chuteira, e viveu uma dramática, sensual e linda Sereia.

Acho que as pessoas podem ter confundido os personagens da Ísis , não a interpretação dela, uma vez que os dois personagens (Suellen e Sereia) são muitos sensuais.

Já estou super curioso para ver o próximo personagem da Isis Valverde e acredito que Sereia veio consagrar essa grande atriz .

Top Ad 728x90