Breaking News

CAPITÃ MARVEL | TRAMA COM BOAS DOSES DE AÇÃO E HUMOR


Talvez um dos mais esperados longas dos 10 anos da Marvel Studios nos cinemas, Capitã Marvel criou muitas expectativas entre os fãs por diversos motivos. Seria o primeiro longa do estúdio protagonizado por um atriz (Brie Larson foi a escolhida para o papel), faria de alguma forma o primeiro link com os demais filmes e toda sua cronologia e também com o tão esperado Vingadores Ultimato, mega sequência de Guerra Infinita que promete abalar e fechar com maestria a primeira fase da Marvel nos cinemas e prepará-la para os - quem sabe - próximos dez anos.
O filme da Capitã vem colecionando controvérsias entre os críticos. Há quem tenha amado e há quem tenha detestado. Polêmicas à parte posso dizer que o filme é um bom filme da Marvel e com todos os seus elementos. O humor está ali presente, a ação empolgante, a trama com uma reviravolta no final, os easter eggs que todo amante de quadrinhos curte e o principal, a química entre a protagonistas e os demais coadjuvantes.
Brie foi feita para o papel da super heroína com poderes galáticos e sua atuação só melhora ao dividir a tela com Samuel L. Jackson, Jude Law, e claro, o gato Goose, o alívio cômico do filme. Mas a alma do filme está na relação de Carol Danvers (alter ego da Capitã) com Maria Rambeau (Lashana Lynch). A conexão entre as personagens é fundamental para trazer a humanidade que o filme precisa dentro de um universo fantasioso vindo dos quadrinhos. 
No todo, os diretores Anna Boden e Ryan Fleck entregam um bom filme mas que ao final podemos perceber que poderia ter ido além, ousado mais em suas escolhas e mostrado o potencial todo o potencial da personagem. Mas acredito que os fãs irão gostar e ainda querer mais depois das duas cenas pós-crédito, tradição de todo filme da Marvel Studios e que não poderia faltar.

Nota: 8.0

Nenhum comentário